Huffpost Brazil
Ana Beatriz Rosa Headshot

10 trilhas incríveis para você conhecer o Rio de Janeiro por outro ângulo

Publicado: Atualizado:
RIO DE JANEIRO
Trilhas levam cariocas e turistas a paisagens deslumbrantes | Reprodução/Instagram
Imprimir

Os bares, as praias, os sambas e os postais. Isso a gente já conhece de sobra e sabe que o Rio de Janeiro é maravilhoso. Mas já pensou em aproveitar sob outras perspectivas a cidade que será palco das Olimpíadas de 2016?

A capital fluminense é conhecida por sua beleza natural, mares, verdes e montanhas. Mesmo com todo o crescimento urbano, há lugares escondidos que ainda são pouco tocados pelo homem.

São praias selvagens, trilhas por dentro da Mata Atlântica e passeios que vão te levar a picos tão espetaculares que você vai ficar desnorteado!

Da Floresta da Tijuca até a Restinga de Marambaia, não faltam opções para quem quer sair um pouco do roteiro conhecido da zona sul. E não é preciso muita coisa: um tênis, roupas leves, bastante água e disposição vão te levar a lugares incríveis.

Separamos nesta lista 10 possibilidades de atividades que envolvem natureza, paisagem e, claro, rendem fotos pra lá de especiais. A maioria delas é de acesso fácil e moderado e pode ser feita com guias ou sem eles. Atualmente, há sites especializados em oferecer esses serviços tanto na capital quanto em outras cidades do Rio, como o Trilhas RJ.

  • 1
    Morro Dois Irmãos
    Reprodução/Facebook
    Localizada em um dos principais cartões postais do Rio de Janeiro, essa talvez seja uma das trilhas de melhor custo-benefício da cidade. O nível de dificuldade pode ser considerado mediano já que são apenas 40 minutos de trilha, porém em um terreno íngreme. Ao chegar ao final, porém, você será recompensado com uma das mais bonitas vistas: de um lado você vê toda a costa, desde o Cristo Redentor até as águas da Praia do Leblon; do outro, a Pedra da Gávea e a Praia de São Conrado. Para chegar à entrada da trilha, você pode pegar um ônibus que passe pela Av. Niemeyer e vá até a entrada do Morro do Vidigal. Lá, uma kombi ou mototáxi podem te levar ao início da subida. Outra dica é acordar bem cedo e pegar o início da manhã no topo do morro; o calor com certeza será menor.
  • 2
    Pedra Bonita
    Reprodução/Facebook
    Essa trilha tem fácil acesso, é bem localizada e vai te presentear com outro visual incrível do Rio de Janeiro. São apenas 30 minutos de caminhada leve. É comum as pessoas irem ver o sol nascer da Pedra. Para chegar até lá, você precisa ir até São Conrado e seguir pela Estrada das Canoas. Lá, você vai fazer a mesma trilha que dá acesso à pista dos voos de asa delta. A rota é bem demarcada, e as placas te guiam para as melhores vistas.
  • 3
    Pedra da Gávea
    Reprodução/Instagram
    Temida por muitos e amada por tantos, essa com certeza deve ser uma das mais desafiadoras da cidade. Há quem nunca tenha chegado ao topo da pedra por medo de enfrentar a “carrasqueira” — parte específica da rota em que é preciso escalar uma pedra íngreme, próxima de um penhasco. A trilha é longa, são em média três horas de caminhada e é preciso preparo e atenção. Afinal, são mais de 800 metros de altitude e é o ponto mais extremo da Floresta da Tijuca. Durante a rota você verá "A pedra do Navio", a Barra da Tijuca, a "Cabeça do Imperador", as praias, a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Morro Dois Irmãos, enfim, é quase uma vista 360º da cidade. A Pedra fica na Barra da Tijuca. Porém, o acesso da trilha é feito pelo bairro de São Conrado. O acesso principal fica no final da Estrada do Sorimã. Para chegar lá, você precisa ir até a Barrinha (sub-bairro da Barra da Tijuca) e a trilha começa no final da estrada ao lado de um portão verde (conhecido pelo número 936). No começo da rota, há uma placa com um mapa e um resumo das informações que você vai precisar.
  • 4
    Costão de Itacoatiara
    Reprodução/Instagram
    Localizada em Itacoatiara, na cidade de Niterói (RJ), a trilha do Costão é famosa por oferecer um visual da praia local e do Rio de Janeiro. São apenas 30 minutos de subida leve e bem demarcada. O acesso à trilha se dá pela praia de Itacoatiara, e o Morro do Costão fica à esquerda.
  • 5
    Pedra do Telégrafo
    Reprodução/Instagram
    Este visual vai além dos clichês e vai te render fotos surpreendentes. No fim da subida, você vai se deparar com uma imensidão de horizonte azul em que o mar se mistura com o céu, além da vista privilegiada da Restinga de Marambaia. A caminhada é moderada, dura cerca de 40 minutos e o acesso se dá pela Barra de Guaratiba, bairro da zona oeste do Rio.
  • 6
    Trilha da Urca
    Reprodução/Instagram
    Muita gente está acostumada a chegar lá com ajuda dos bondinhos. Mas tem uma trilha leve e com ótimos visuais para quem quer uma alternativa diferente. São 30 minutos de caminhada bem demarcada, e é um ótimo programa para a família inteira. O acesso se dá pela Praia Vermelha, por meio da entrada da Pista Cláudio Coutinho.
  • 7
    Trilha do Corcovado pelo Parque Lage
    Reprodução/Instagram
    O Parque Lage dispensa apresentações. Conhecido pela exuberante floresta nativa e pelo casarão onde funciona uma escola de arte, o local também abriga diversas trilhas em seus arredores. A principal delas leva ao Morro do Corcovado. São cerca de duas horas e meia de subida, e é recomendada a ajuda de um guia para auxiliar no trajeto. A rota pode ser dividida em três partes. Ainda na parte baixa da trilha, há algumas quedas d'água e você vai passear por um labirinto dentro da Mata Atlântica — é comum ver macacos e tucanos nas proximidades. A segunda parte exige um pouco mais de preparo, pois é uma subida. Já a terceira parte é uma caminhada próximo à linha do bondinho, em direção ao Cristo Redentor.
  • 8
    Bico do Papagaio
    Reprodução/Instagram
    Conhecido por seu formato pontudo, o Bico de Papagaio é a segunda montanha mais alta do Parque Nacional da Tijuca. São mais de 900 metros de altitude - quase 300 metros a mais que o morro do Corcovado. De lá você terá uma vista incrível de grande parte da zona oeste do Rio. São 5 km de trajeto e a trilha começa bem tranquila. Depois, algumas pedras tornam a caminhada mais difícil até o topo da montanha. É preciso ficar atento às diversas bifurcações que separam o caminho de outras trilhas do parque.
  • 9
    Pico do Caeté
    Reprodução/Instagram
    O Pico do Caeté tem um mirante perfeito para admirar uma parte diferente da cidade. A trilha se inicia no Parque Municipal Ecológico da Prainha, na zona oeste, e é cercada por Mata Atlântica durante todo o trajeto. A caminhada é leve e dura 30 minutos. O caminho é bem sinalizado. De cima do morro, você vai ter uma ampla visão para a Pedra do Pontal, Recreio dos Bandeirantes e a Barra da Tijuca. A Prainha fica no Recreio dos Bandeirantes, após a Praia da Macumba. Você pode chegar lá pela Avenida das Américas.
  • 10
    Praia do Perigoso
    Reprodução/Instagram
    A praia do Perigoso não tem nada de perigosa. Ela é uma das poucas praias menos urbanas da cidade e é bastante frequentada pelos surfistas. Durante a trilha, é possível subir até o topo da Pedra da Tartaruga que, além de ser uma atração à parte, oferece belíssima vista da costa. A caminhada é tranquila e leva cerca de 30 minutos. Para chegar ao local, você precisa ir até a Barra de Guaratiba. De lá, o acesso é feito pela Rua Parlon Siqueira, na Praia do Canto.

LEIA MAIS:

- Usados em cosméticos, o açaí, a andiroba e o murumuru estão realizando sonhos no Pará

- Por que todos precisam prestar atenção no desaparecimento das tribos da Amazônia

- Turistas arruínam desova de tartarugas na Costa Rica para tirar selfies

Também no HuffPost Brasil

Close
Músicas que cantam o Rio de Janeiro
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção