Huffpost Brazil

À Time, Dilma diz que impeachment é misógino: 'Fui pintada como fria, insensível e histérica'

Publicado: Atualizado:
Imprimir

dilma rousseff

Entrevistada pela revista Time desta semana, a presidente afastada Dilma Rousseff disse que o processo de impeachment que pode afastá-la definitivamente da Presidência é misógino. Para ela, houve uma tentativa de pintá-la como "como uma pessoa fria, dura e insensível", ao mesmo tempo que diziam que ela era "histérica".

"Misógino, de fato. O fato de uma mulher ter se tornado a primeira presidente da República dá origem a uma avaliação de mulheres que é muito comum, muito estereotipada. Por um lado, as mulheres são histéricas e, quando elas não são histéricas, são insensíveis, frias e sem coração. Eu fui pintada como uma pessoa fria, dura e insensível em um lado. E, por outro lado, fui pintada como uma pessoa histérica", disse a presidente afastada.

Dilma afirmou ter forças para se livrar da condenação no Senado e de tem a convicção de que conseguirá voltar ao cargo. A presidente afastada voltou a classificar o momento político do País como um golpe parlamentar.

"Estou sendo julgada por um não-crime. O que está acontecendo (no Brasil) não é um golpe militar, mas é um golpe parlamentar. É um golpe de um processo que está afetando as instituições, corroendo-as por dentro, contaminando-as. Então, eu acredito que essa luta requer uma arma. Nós vivemos em uma democracia e respeitamos a democracia. A arma nesta luta é o debate, explicação e diálogo", afirmou a presidente afastada.

LEIA TAMBÉM:

- De 'protagonista' a 'espectadora', Dilma diz NÃO ao convite para a Olimpíada

- Fora Temer e fora Dilma: Maioria dos brasileiros quer novas eleições, diz pesquisa

- Ombudsman diz que Folha 'errou e persistiu no erro' ao ocultar dados de pesquisa

Também no HuffPost Brasil

Close
Movimentos sociais se despedem do governo Dilma Rousseff
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção