Huffpost Brazil

Papa Francisco lamenta que escolas ensinem que 'gênero é uma escolha'

Publicado: Atualizado:
POPE FRANCIS
Max Rossi / Reuters
Imprimir

O papa Francisco lamentou que as crianças estão sendo ensinadas nas escolas de que o gênero pode ser uma escolha e citou seu predecessor, Bento 16, ao dizer que os tempos atuais são "a época do pecado contra Deus, o criador".

Em uma conversa com o papa emérito, cujo teor foi divulgado pelo Vaticano na terça-feira (3), o papa culpou "países influentes" por doarem dinheiro para aquilo que ele chama de "colonização ideológica", principalmente através do ensino de que as crianças são livres para escolher o seu gênero.

"Atualmente, nas escolas, eles estão ensinando isso para crianças - para crianças! - que todos podem mudar o seu gênero".

De acordo com o líder da Igreja Católica, a abordagem é uma "aniquilação do homem como imagem de Deus". O foco específico da crítica proferida por Francisco foi o sistema educacional que, segundo ele, tolera e estimula a mudança de gênero.

"Deus criou o homem e a mulher, Deus criou o mundo dessa forma, desse jeito, e nós estamos fazendo o oposto", criticou.

Olimpíadas

Durante a audiência geral desta quarta(3), o papa manifestou o desejo de que os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, sirvam para tornar o Brasil um país "mais justo".

Um dia depois de ter dito que o esporte deve promover "a paz no mundo", o líder da Igreja Católica dedicou um pensamento especial à nação que abriga a Olimpíada deste ano, em meio a uma das mais graves crises de sua história recente.

"Para os brasileiros, que com sua alegria e hospitalidade características organizam a festa do esporte, desejo que esta seja uma oportunidade para superar os momentos difíceis e se empenhar no trabalho de equipe para construir um país mais justo e seguro, apostando em um futuro cheio de alegria e esperança", disse Jorge Bergoglio.

Além disso, o papa afirmou que espera que os Jogos Olímpicos inspirem atletas e espectadores a combater a "boa batalha", buscando como prêmio não uma medalha, mas "algo mais precioso: uma civilização na qual reine a solidariedade, fundada sobre o reconhecimento de que todos somos membros de uma única família".

(Com informações da Agência Brasil)

LEIA TAMBÉM:

- Não é justo associar o Islã ao terrorismo, diz papa Francisco

- Papa Francisco: 'O mundo está em guerra'

- Em Auschwitz, papa pede perdão por 'tanta crueldade'

Também no HuffPost Brasil

Close
11 livros infantis sobre gênero e orientação sexual
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção