Huffpost Brazil

Ex-padre que atacou Vanderlei de Lima diz ter ficado com raiva ao vê-lo acender pira na Rio 2016

Publicado: Atualizado:
Imprimir

vanderlei horan

A maratona da Olimpíada de Atenas 2004 ficou marcada na memória por um triste evento. Na ocasião, Neil 'Cornelius' Horan atacou Vanderlei Cordeiro de Lima, impedindo que o corredor levasse o ouro na prova.

Como você viu aqui no HuffPost Brasil, doze anos depois do episódio, Vanderlei teve a glória merecida ao acender a pira olímpica na abertura da Rio 2016. E, pasme, isso deixou o ex-padre irlandês com raiva. Ao The New York Times, ele disse:

""Quando eu vi com meus próprios olhos, realmente fiquei com raiva. Eu olhei para Vanderlei e pensei: 'você não seria a estrela que é hoje se não fosse por mim'".

Segundo o jornal, o motivo dessa raiva é uma tentativa fracassada de reconciliação. O ex-padre diz que enviou duas cartas para Vanderlei, escritas em português e não recebeu respostas:

"Eu realmente gostaria de conhecer ele e sua família. Ele falhou miseravelmente no básico da decência humana e da cortesia."

Horan também não gostou de declarações feitas por Vanderlei, que teria o chamado de religioso fanático. "Vejo isso como um ataque pessoal a mim, a minha missão cristã e ao próprio Cristo", afirma.

Questionado sobre o porquê do ataque, Horan respondeu: "Não sei dizer porque ataquei aquele jovem. Acredito que existe destino e que algumas coisas são predestinadas".

Antes do episódio com Vanderlei em Atenas 2004, o ex-padre também invadiu a pista no GP de Fórmula 1 de Silverstone, na Inglaterra, em 2003. Ele segurava um cartaz com os dizeres: "leia a bíblia".

De acordo com o jornal, Horan costuma interromper competições para promover suas crenças de que o fim do mundo e o retorno de Jesus estão próximos.

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
Cerimônia de Abertura Rio 2016
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção