Huffpost Brazil

As desculpas para a declaração de Trump sobre 'atirar em Hillary' são INACREDITÁVEIS

Publicado: Atualizado:
DONALD TRUMP
Raleigh News & Observer via Getty Images
Imprimir

Em clima pré-eleitoral, os assessores e apoiadores de Donald Trump devem ter muitas atribuições. Ultimamente, no entanto, a maior delas parece ser justificar as bobagens que o candidato fala.

Após Trump insinuar, em um comício, que caso sua adversária, a democrata Hillary Clinton, seja eleita em novembro, a solução seria evocar a Segunda Emenda - dispositivo constitucional que permite que os americanos portem armas - mais uma vez a cúpula do partido se apressou em tentar minimizar os danos da declaração do magnata.

Bom, antes de tudo: O Serviço Secreto dos EUA - que é responsável por proteger os candidatos à presidência - disse estar ciente dos comentários de Trump, mas não se prolongou no assunto.

Já Hillary, postou um vídeo advertindo: "Nossas crianças estão assistindo, Donald", se referindo aos absurdos que Trump fala o tempo todo. Nenhuma menção direta ao episódio foi feita, no entanto.

Vamos, finalmente, às melhores desculpas.

Ele não quis dizer isso. Para o ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani, Trump quis, na verdade, dizer que os eleitores "têm o poder de fazer campanha contra ela [Hillary]". Ele disse ainda à CNN que foi a mídia que criou uma ameça que não existe.

"Eu vi, eu ouvi, eu sei o que significa. Eu vi como a multidão reagiu", afirmou ele.

Ele estava falando sobre o controle de armas. Essa foi a resposta dada pela porta-voz de Trump, Katrina Pierson. Ela afirmou que os comentários do candidato não eram, de forma alguma, uma forma de estimular a violência, apenas uma fala sobre Hillary e a Segunda Emenda.

Ele usa metáforas o tempo todo. Quem falou essa foi o parlamentar republicano Duncan Hunter, que ainda resolveu traduzir a metáfora da vez. "O que ele quis dizer foi que nós podemos impedir que Hillary Clinton seja eleita". Haja interpretação de texto...

Hillary mente mais do que Trump fala bobagens. Essa pérola foi proferida pelo ex-candidato republicano Newt Gingrich, que achou melhor apenas argumentar que "Trump sai do script com menos frequência do que Hillary mente".

LEIA MAIS:

- Sem limites, Donald Trump sugere atirar em Hillary Clinton, caso ela seja eleita

- ❤ Vice de Obama celebra casamento de servidores da Casa Branca ❤

- Todo homem precisa ler este ensaio de Obama sobre o feminismo

Também no HuffPost Brasil

Close
13 frases (apavorantes) de Donald Trump
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção