Huffpost Brazil

COI minimiza problemas da Olimpíada e diz que Rio 2016 cumpriu o que prometeu

Publicado: Atualizado:
RIO OLYMPICS OPENING
Pira olímpica acesa na cerimônia de abertura da Rio 2016 em 6 de agosto | ASSOCIATED PRESS
Imprimir


RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os organizadores da Olimpíada do Rio cumpriram o prometido, afirmou o Comitê Olímpico Internacional (COI) neste domingo (14), minimizando os persistentes problemas que afetaram os primeiros Jogos da história na América do Sul.

A Rio 2016 tem enfrentado uma lista aparentemente infinita de problemas com locais de competições e infraestrutura, além de incidentes de violência na cidade como o assalto a um grupo de nadadores norte-americanos voltando de uma festa.

Desde o dia da cerimônia de abertura, em 5 de agosto, milhares de assentos vazios têm sido visíveis em muitos locais de competição, apesar de garantias de que eles seriam eventualmente preenchidos, e se locomover em uma cidade com muito trânsito e com alto índice de crimes também foi uma dor de cabeça permanente.

Outro problema é com a decoração da cidade com os temas olímpicos, praticamente inexistente.

"Ainda temos um problema com o visual dos Jogos e com a sinalização", disse o diretor-executivo dos Jogos Olímpicos do COI, Christophe Dubi. "O que eles enfrentaram é uma situação muito infeliz".

De acordo com os organizadores, empresas terceirizadas não entregaram os cartazes a tempo, e apenas alguns deles estão distribuídos ao redor da cidade, dos locais de competições e em outras áreas olímpicas.

A decoração também não apareceu no trajeto da maratona feminina, neste domingo.

"Não foram entregues a tempo e os organizadores tiveram que trocar de fornecedor. Muitas coisas que deveriam ter sido instaladas não foram", disse Dubi.

Dubi elogiou os organizadores por terem se adaptado rapidamente à situação, garantindo a sinalização olímpica pelo menos em todos os locais de competição, e disse que fizeram a mesma coisa quando apareceram problemas com a cor da água na piscina de saltos e outros problemas.

"Na metade da Olimpíada, podemos dizer que o Brasil e os cariocas cumpriram o que prometeram", disse. "Se voltarmos no tempo, eles disseram que teríamos espetaculares locais de competição e nós tivemos espetaculares locais de competição".

"Eles disseram que teríamos uma nova infraestrutura beneficiando cidadãos antes dos Jogos, e eles fizeram isso. Disseram que ofereceriam uma 'experiência carioca', e é isso que temos. Estamos onde deveríamos estar na metade dos Jogos".

Dubi disse ainda que os novos esportes --golfe e rúgbi-- foram um sucesso, apesar de públicos pequenos nos primeiros dias, e que países como Cingapura, Porto Rico, Vietnã e Ilhas Fiji, entre outros, conseguiram suas primeiras medalhas de ouro nesta Olimpíada.

Apesar da aprovação do COI os problemas não desapareceram. Os organizadores ainda estão sofrendo para limpar as duas piscinas do Parque Aquático Maria Lenk e se livrar da tonalidade verde, pela qual culparam uma empresa terceirizada.

Embora tenham, depois de dias de atraso, finalmente devolvido a cor azul à piscina de nado sincronizado, eles ainda não conseguiram fazer o mesmo com a piscina dos saltos.

"Na piscina de saltos ainda não conseguimos, porque a prioridade é o cronograma de competições", disse o diretor de Comunicação do Comitê Rio 2016, Mario Andrada.

"A água está melhor que ontem, mas talvez precisemos de outro ciclo. Mas eu não acho que precisaremos trocar a água".

LEIA MAIS:

- A um passo da medalha: Andréia Bandeira garante vitória brasileira no boxe

- Larissa e Talita vencem no vôlei de praia e vão para semifinal

- EMOCIONANTE! Brasil é prata e bronze na ginástica artística

Também no HuffPost Brasil:

Close
Os atletas brasileiros que mais brilharam na Rio 2016
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção