Huffpost Brazil

Comitê Olímpico ignora ordem e reprime protesto de iraniana por mulheres nos estádios

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Embora a Justiça tenha proibido o Comitê Olímpico Internacional de repreender protestos nos estádios, a iraniana Darya Safai foi obrigada a guardar o cartaz escrito “Deixe as iranianas entrarem nos seus estádios”. Se não guardasse, ela teria que sair do estádio.

O protesto incomodou outros iranianos que assistam ao jogo do time masculino de vôlei do Irã contra o Egito.

mulheres iranianas estádio

À agência de notícias Associated Press, ela disse que continuaria tentando protestar. “Também tenho ingresso para o próximo jogo e vou fazer o mesmo”, disse.

Safai é ativista contra a discriminação de gênero. Segundo ela, no Irã as mulheres são banidas ou há uma restrição muito forte para entrar nos estádios de esportes masculinos.

Proibição

O regulamento do COI proibia manifestações políticas, no entanto, após tantos casos de repressão, a Justiça Federal autorizou os protestos e o comitê decidiu não recorrer.

LEIA TAMBÉM:

- Brasileiros recorrem à criatividade para driblar proibição de protestos na Rio 2016

- Está proibido repreender protestos políticos na Rio-2016, decide Justiça Federal

- NYT: Repressão a protestos contra Temer na Rio 2016 questiona liberdade de expressão

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Cerimônia de Abertura Rio 2016
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção