Huffpost Brazil

Papa Francisco pede justiça e paz para mulheres vítimas de violência

Publicado: Atualizado:
POPE FRANCIS
Pacific Press via Getty Images
Imprimir

O papa Francisco lembrou nesta segunda (15), durante o Angelus da Assunção de Maria, as mulheres oprimidas "pelo peso da vida e o drama da violência", pedindo justiça e paz para elas.

"Pensemos, em particular, nas mulheres cansadas do fardo da vida e do drama da violência, nas mulheres escravas da arrogância dos poderosos, nas meninas obrigadas a realizar trabalhos desumanos, nas mulheres obrigadas a se render no corpo e no espírito à cobiça dos homens", acrescentou.

O papa disse "que elas possam ter o quanto antes uma vida de paz, de justiça, de amor, à espera do dia em que finalmente se sentirão seguradas por mãos que não as humilham, mas que, com ternura, as reerguem e as conduzem pela estrada da vida até o céu", conclui Francisco.

As declarações foram feitas dias após o papa visitar, na última sexta-feira (12), de surpresa, 20 jovens ex-prostitutas da Comunidade Papa João XXII, um grupo que trabalha com pessoas carentes e marginalizadas pela sociedade em Roma. Desde que assumiu o Pontificado, Jorge Mario Bergoglio tem uma "política" de valorização das mulheres, falando sobre elas em vários de seus discursos.

Importância das mulheres

O papa é conhecido por defender o papel das mulheres dentro da igreja, sua importância para a sociedade e, em mais de uma ocasião, já quebrou o protocolo para abrir seu caminho dentro da religião, como quando incluiu as mulheres no rito do lava-pés.

Em outros momentos, o papa criticou a disparidade salarial entre gêneros e o machismo.

Ainda no âmbito do Angelus, o pontífice lamentou a situação das "vítimas inocentes de persistentes conflitos" ao redor do mundo. "O meu pensamento vai aos habitantes do Kivu do Norte, na República Democrática do Congo, que recentemente foram vítimas de novos massacres, que há muito são perpetrados no silêncio vergonhoso sem sequer chamar a nossa atenção", declarou.

LEIA MAIS:

- FINALMENTE! Papa Francisco estuda aumentar participação feminina na igreja

- Papa aceita renúncia de bispo paraibano acusado de acobertar padres pedófilos

- Papa Francisco diz que Igreja deve pedir perdão a LGBTs

Também no HuffPost Brasil

Close
14 famosas que defendem que elas ganhem o mesmo que eles
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção