Huffpost Brazil

Janot pede arquivamento de inquérito contra candidato do PMDB à prefeitura do Rio acusado de agredir a ex-esposa

Publicado: Atualizado:
PEDRO PAULO E CIDINHA
Divulgação
Imprimir

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu nesta segunda-feira (15) ao Supremo Tribunal Federal o arquivamento do inquérito contra Pedro Paulo, candidato do PMDB à Prefeitura do Rio. Ele é acusado de agredir a ex-esposa, a turismóloga Alexandra Mendes Marcondes entre 2008 e 2010.

Cabe ao relator do caso no Supremo, ministro Luiz Fux, decidir se a investigação prosseguirá ou será arquivada.

Em 3 de junho, o delegado da Polícia Federal de Brasília Luciano Soares Leiro encaminhou um relatório à PGR pela "não continuidade" da investigação. Ele cita o laudo do médico perito Roger Ancilloti, contratado por Pedro Paulo para confrontar o laudo feito pela polícia.

"Os laudos apresentados das perícias realizadas à época dos fatos como foram analisadas por diferentes peritos da época, sem o acesso do outro agressor/vítima não possibilitam, com a certeza devida, constatar como os fatos ocorreram", diz um trecho do relatório do delegado.

O PMDB oficializou a candidatura de Pedro Paulo em 20 de julho, durante a convenção do partido. Ela é apoiada pelo atual prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB) e pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Os registros de agressão apontam que Pedro Paulo deu socos no rosto e corpo da ex-esposa. Há também relatos de ofensas verbais a Marcondes, com xingamentos de “vagabunda” e “piranha”, entre outros.

A acusação, acompanhada de laudo pericial do Instituto Médico Legal, foi registrada na Delegacia da Mulher em Jacarepaguá e, segundo informações do jornal Extra, ficou cinco anos parado: a polícia nem chegou a ouvir o secretário.

As agressões de 2010 teriam sido motivadas por uma traição de Pedro Paulo. Após a divulgação da história, a ex-esposa minimizou o caso em entrevista à imprensa.

Na defesa entregue à PGR, Pedro Paulo diz ter sido vítima da ex-esposa. Ele encaminhou um vídeo em que Alexandra diz que as agressões partiram dela. Há também um lado em que a defesa que contradiz as conclusões da Polícia Civil do Rio.

LEIA TAMBÉM

- Vice de Pedro Paulo minimiza violência contra mulher e dita regras sobre feminismo

- Investigado por agredir a ex-esposa, Pedro Paulo quer processar quem o lembre disso

- Molon, Jandira e Freixo fecham apoio contra Pedro Paulo nas eleições para Prefeitura do Rio

Também no HuffPost Brasil:

Close
#PorTodasElas: Mulheres protestam contra Cultura do Estupro
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção