Huffpost Brazil

Esta criançada é a prova de que representatividade é importante na Olimpíada de 2016

Publicado: Atualizado:
Imprimir

A Olimpíada deste ano tem sido histórica até aqui, especialmente para os atletas negros.

Simone Biles e Gabby Douglas estão ganhando medalhas na ginástica, Usain Bolt está solidificando seu status de homem mais rápido do mundo e Carmelo Anthony está dominando nas quadras do basquete masculino.

Tudo isso sem falar dos vários competidores negros que estão superando barreiras e se tornando os primeiros a atingir novos patamares em seus respectivos esportes (Simone Manuel na natação, Daryl Homer e Ibtihaj Muhammad na esgrima e Michelle Carter, só para mencionar alguns).

O que torna essas vitórias ainda mais especiais é o fato de que tantos jovens estejam assistindo tudo.

Ao longo dos Jogos Olímpicos, pais e mães estão postando fotos e histórias de seus filhos homenageando os atletas da Olimpíada do Rio.

Uma mãe capturou sua filha imitando uma rotina na trave durante a apresentação de Simone Biles.

@Simone_Biles minha filha está te assistindo na TV e aí aconteceu isso... Ginasta do futuro

Outra mãe capturou a filha na frente de Manuel logo depois da vitória histórica dela. A medalha motivou a menina a proclamar: “A próxima é minha!”

Minha pequena nadadora diz “A próxima é minha!”

Um pai tuitou a foto de seu filho assistindo a prova dos 10 000 metros.

Não é coincidência que meu filho para, assiste os #10000k e sozinho pega meu Garmin

Até mesmo Shonda Rhimes compartilhou o novo nome escolhido por sua filha, inspirada pela ginasta Gabby Douglas.

História real: ontem minha filha de três anos anunciou que o nome dela agora é GabbyDouglas Rhimes

E o ex-jogador de futebol americano Prince Miller disse que sua filha quer ser como Biles e Douglas quando crescer.

Minha filha me disse que quer ser como @gabrielledoug & @Simone_Biles
Vocês fazem diferença! Obrigado!

Além de adoráveis, essas imagens são um testemunho poderoso da influência que a representação tem sobre as crianças.

As imagens que elas veem na TV podem diminuir a autoestima delas, a menos que sejam homens brancos, segundo mostrou um estudo de 2012. A autopercepção pode literalmente mudar pelo que elas veem na mídia. É por isso que é tão importante que as crianças vejam na TV imagens positivas de gente parecida com elas.

A participação dos atletas é decidida por mérito, não por um comitê, mas é especial mesmo assim quando uma criança vê alguém parecido representando o país.

Isso é especialmente verdadeiro para os esportes dos quais atletas negros historicamente foram impedidos de participar, como natação e esgrima.

Por causa de atletas como Manuel e Homer, essas crianças e milhões de outras poderão afirma que elas também podem trazer uma medalha de ouro para casa e abrir o caminho para outros.

É por isso que a representação é importante.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- #ElasNaRio2016: 'Não sou o próximo Bolt ou Phelps. Eu sou a primeira Simone Biles'

- #Rio2016: Michael Phelps conquista 21º ouro olímpico

- A NBA subiu o morro na cidade olímpica: É bola na cesta e a Rocinha no coração

TAMBÉM NO HUFF POST BRASIL:

Close
NBA na Rocinha: Esporte e amor pela comunidade
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção