Huffpost Brazil

Governo Obama anuncia maior transferência de detentos de Guantánamo

Publicado: Atualizado:
GUANTANAMO
POOL New / Reuters
Imprimir

Autoridades norte-americanas disseram nesta segunda-feira que 15 detentos da prisão de Guantánamo foram transferidos aos Emirados Árabes Unidos, na maior transferência de detentos da prisão de Guantánamo durante o governo de Barack Obama.

A transferência de 12 cidadãos do Iêmen e três afegãos reduz o número de detentos da base naval norte-americana localizada em Cuba para 61. A maioria está presa sem acusações ou julgamento por mais de uma década, atraindo condenação internacional. Quando Obama chegou à presidência, o número era de 242.

Segundo informações da CNN, seis dos detentos esperavam desde 2009 pela transferência.

Obama, que esperava fechar a prisão durante seu primeiro ano de mandato, implementou seu plano em fevereiro com o objetivo de fechar a instalação. Mas ele enfrentou a oposição de muitos parlamentares republicanos, assim como de alguns democratas.

Você pode ver aqui o tempo que resta para que Obama consiga fechar a prisão durante seu mandato.

Embora o plano de Obama para fechar a instalação exija que os prisioneiros remanescentes sejam levados para prisões de segurança máxima nos EUA, a lei norte-americana impede tais transferências para o continente. Obama, no entanto, não descartou fazê-lo por uma medida executiva.

"Nessa corrida para fechar Guantánamo, a administração Obama está apostando em políticas que colocam a vida dos americanos em risco. Terroristas estão sendo enviados para países estrangeiros onde eles serão uma ameaça", criticou o Chefe do Comitê de Relações Exteriores da Câmara, o republicano Ed Royce.

Manter o presídio aberto é uma das promessas do candidato republicano à presidência, Donald Trump.

(Com informações da Reuters)

LEIA MAIS:

- 4 razões para fechar a prisão de Guantánamo IMEDIATAMENTE

- Guantanamo deve ser fechada até fim do mandato de Obama

- Obama revela o que deveria ter feito em seu 1º dia como presidente

Também no HuffPost Brasil

Close
2015: Terrorismo
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção