Huffpost Brazil

João Doria quer acabar com secretarias voltadas para mulheres, negros e deficientes

Publicado: Atualizado:
JOAO DORIA
João Doria não quer secretaria para minorias em São Paulo | Divulgação / PSDB
Imprimir

O candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, João Doria, prometeu cortar secretarias ligadas a direitos humanos, caso seja eleito.

O tucano citou pastas voltadas a mulheres, negros, pessoas com deficiência, juventude e LGBT, porém as duas últimas não existem na atual gestão. A intenção é reduzir de 27 para 20 secretarias.

"As políticas públicas serão mantidas integralmente, mas não os penduricalhos", afirmou. "Tudo isso é custo. Para quê? Gerar status? Prefiro gerar política pública", completou.

De acordo com ele, as políticas públicas de cada pasta seriam agrupadas em coordenações e ligadas diretamente ao gabinete da Prefeitura.

A promessa foi feita na manhã desta quinta-feira (18), em uma feira livre no Jardins, no terceiro dia de campanha do tucano. Durante a visita, ele ouviu que "político não sabe a diferença entre alface e rúcula" e que "nunca tinha pisado em uma feira antes".

Candidata do PSOL, Luiza Erundina afirmou que a proposta de Doria vai contra anos de luta. "Isso mostra o caráter do governo dele se ele chegar lá. Excluir mulheres, deficientes, jovens... Ele vai governar pra quem? Pra minoria que ele representa", disse.

LEIA TAMBÉM

- Marta Suplicy recebeu R$ 500 mil da Odebrecht em caixa dois, diz jornal

- Condenado na 'máfia dos fiscais' apoia João Doria na corrida pela prefeitura de São Paulo

- Os planos de Alckmin para o Metrô? Privatizar 60% das linhas

Também no HuffPost Brasil:

Close
SP: Protesto contra 'Máfia da Merenda'
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção