Huffpost Brazil

Adolescentes de 16 e 17 anos correm risco de não se aventurar na vida, diz pesquisa

Publicado: Atualizado:
ANDAR DE BICICLETA
Alguns dos adolescentes disseram que preferem ficar em casa | CAROLINE PURSER VIA GETTY IMAGES
Imprimir

Um quarto dos meninos adolescentes diz que nunca viveu uma aventura na vida real, indica um novo levantamento.

Uma enorme diferença entre gerações também foi revelada: dois terços dos adultos acreditam que os adolescentes de hoje têm menos liberdades que eles tiveram quando estavam crescendo.

E a tecnologia foi associada a essa redução no desejo dos adolescentes de vivenciar o mundo real, diz a pesquisa encomendada pelo National Citizen Service (NCS), do Reino Unido.

A tecnologia emergente da “realidade virtual” pode estar por trás da tendência de afastamento de experiências da vida real.

O estudo com mil adolescentes e dois mil adultos também aponta que:

  • Metade dos adolescentes entrevistados disseram ter medo de novas experiências;
  • Quatro de cada dez disseram preferir passar mais tempo em casa;
  • Um quarto afirmou que aventuras online são “tão satisfatórias” quanto as da vida real.

O NCS oferece um programa de atividades para jovens de 16-17 anos em toda a Inglaterra e Irlanda do Norte, durante feriados na primavera, verão e outono.

O programa foi lançado pelo governo em 2011 como uma maneira de combater o “trágico desperdício de potencial” entre os jovens.

ayesha gaye_17
Ayesha Gaye, 17, diz que o NCS mudou sua vida ao permitir que ela passasse mais tempo fora de casa

Ayesha Gaye, 17, disse ao Huffington Post UK que sua experiência no NCS mudou sua vida.

“Antes de fazer o NCS não tinha vida, não saía muito e ficava isolada no meu quarto, na frente do computador”, disse ela.

“Não ficava muito tempo na rua com meus amigos. Acho que o NCS me deu a chance de fazer mais isso.”

“Por causa da sociedade moderna em que vivemos, somos atraídos por tecnologias como Xbox e videogames, e isso causa isolamento.”

Outra participante do programa do NCS, Amy Bakriania, também de 17 anos, disse: “Eu era bastante introvertida, não gostava de conhecer gente nova ou fazer coisas”.

“Minha mãe me forçou a participar do programa, e no final eu era uma pessoa nova.”

“Desde então fui para a Índia para ensinar inglês para crianças desfavorecidas – nunca tive a confiança de fazer uma viagem dessas sozinha ou de ficar diante de um grupo de crianças para dar aula.”

Natasha Kizzie, porta-voz do NCS, diz: “Temos de oferecer aos nossos jovens uma chance de sair da rotina e se afastar das telas, em um ambiente seguro. Eles não podem perder experiências como ficar longe de casa pela primeira vez, acampar com amigos ou conhecer novas pessoas”.

“O NCS oferece as aventuras seguras em que todo adolescente pode experimentar coisas novas e desenvolver sua inteligência social. É uma experiência que mudou a vida de 200 mil jovens.”

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost UK e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Uma garota de 12 anos arrecadou livros e fez uma biblioteca comunitária no sertão baiano

- 3 valiosos conselhos para o celular não atrapalhar a relação entre pais e filhos

- Mochilão: veja quanto se gasta por dia em mais de 130 cidades pelo mundo

Também no HuffPost Brasil:

Close
As 18 viagens mais legais já feitas pelos Simpsons
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção