Huffpost Brazil

Deu PRATA na final de canoagem dupla e Isaquias Queiroz faz história na Rio 2016 com três pódios

Publicado: Atualizado:
Imprimir

isaquias queiroz rio 2016

Aos 22 anos, Isaquias Queiroz, tornou-se na manhã deste sábado (20) o primeiro brasileiro a conquistar 3 medalhas em uma única edição dos Jogos Olímpicos.

Ele e o amigo Erlon Souza levaram a prata na prova do C2 1.000 m da canoagem velocidade, disputada na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio.

Eles chegaram atrás dos alemães Sebastian Brendel e Jan Vandrey (3min43s912).

O atleta baiano já havia sido medalhista de prata no C1 1.000 m e de bronze no C1 200 m. Até a Rio 2016, a canoagem brasileira jamais havia conquistado medalha numa Olimpíada - seja nas modalidades slalom ou velocidade.

O contato de Isaquias com canoas ocorreu na infância, mas ele começou a praticar canoagem como esporte só em 2005, por meio de um projeto social em sua cidade natal, Ubaitaba ("Cidade das Canoas" em tupi).

Em 2013, a contratação do técnico espanhol Jesús Morlán ao Brasil pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil) impulsionou o talento do atleta baiano. Ele conquistou seis medalhas em Campeonatos Mundiais e outras três nos Jogos Panamericanos de Toronto, no período de três anos.

À Rio 2016, o jovem que sofreu tristes episódios na infância (retirada de um rim depois da queda de uma árvore e queimadura de água quente) chegou como um dos atletas da delegação que mais prometiam resultados.

Resultados muito bem cumpridos.

LEIA MAIS:

- Ubaitaba é 'cidade das canoas' em tupi. E foi de lá que surgiu Isaquias Queiroz

- Com salários atrasados, brasileiros da canoagem boicotam evento-teste de Rio 2016

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
18 momentos feministas da Olimpíada que merecem medalha de ouro
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção