Huffpost Brazil

8 clichês científicos que na verdade são mentiras

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Qual é a cor do Universo? E da água? E o formato de um pingo de chuva? As respostas são surpreendentes.

1. O universo é preto.

Pasme, o Universo é castanho-claro, tipo bege! A conclusão foi feita por cientistas norte-americanos da Universidade Johns Hopkins ao analisar a luz de 200 mil galáxias. Uma das explicações sobre o fato de o céu ser preto à noite é de que a luz de estrelas muito distantes ainda estaria para chegar até nós.

dog scientist

2. Einsten criou a teoria da relatividade.

Embora duas teorias de Einstein de fato sejam a base para a Teoria da Relatividade, essa não foi a primeira vez em que algo assim foi proposto. Em 1632, Galileu Galilei propôs, em Diálogo Sobre os Dois Principais Sistemas do Mundo, que os movimentos dos objetos são relativos entre si e definir algum deles como estando em repouso seria mera convenção. Ou seja, a velocidade de um corpo não pode ser estabelecida como absoluta, mas, sim, como relativa a outra coisa. Quase 300 anos mais tarde, Einstein aprimorou as ideias de Galileu sobre a relatividade.

3. O que usamos para escrever na lousa é giz.

Nada disso! O que usamos para rabiscar o quadro-negro na escola é gesso. A diferença é que o giz é feito de carbonato de cálcio enquanto o gesso do “giz” escolar é sulfato de cálcio, um dos minerais mais abundantes no mundo, usado na construção civil há 4 mil anos, desde a construção das pirâmides egípcias.

4. Primeiro objeto ultrassônico surgiu no século 20.

Todo mundo já ouviu falar das aeronaves que quebraram a barreira do som na década de 1940. Mas essa não foi a primeira vez que um objeto ultrapassou a velocidade do som! Essa honra cabe ao… chicote! O chicote foi criado na China há uns 7 mil anos. Foi só em 1927, porém, com o surgimento da fotografia de alta velocidade, que se notou que o estalido provocado pelo objeto era causado pela tira de couro se retraindo e deslocando o ar a mais de 1.200 km/h (mais rápido que a velocidade do som).

scientist dog

5. Pingo e chuva tem formato de lágrima.

O formato de gota com uma das pontas arredondada e outra bem aguda não existe na natureza. Os pingos são, na real, esféricos. Tanto é verdade que fabricantes de bolinhas de chumbo jogam o metal derretido de uma grande altura, através de uma peneira, para cair em forma de esfera num líquido para resfriar.

6. Água não tem cor.

Aprendemos na escola que a água é incolor, mas não é bem assim. Na verdade, ela é azul. Um azul extremamente claro, mas azul. É possível observar isso num buraco fundo na neve ou enchendo uma piscina branca bem profunda – lá embaixo, dá pra ver o azul. Isso se dá pelas partículas minerais que compõem a água e refletem a luz. Em grandes corpos d’água, como lagos, rios e mares, a alta concentração de plantas e minerais altera a cor da água para verde, vermelho, marrom etc.

7. Só existe uma veia jugular.

No pescoço da maioria das pessoas, há seis veias jugulares levando o sangue da cabeça para a veia cava superior, que desemboca no coração. São duas veias externas, duas internas e duas anteriores (direitas e esquerdas) transportando o sangue que vem do cérebro, da face e do próprio pescoço.

scientist dog

8. Cobre é o melhor condutor de fio elétrico.

Apesar de ser o principal componente de fios e cabos elétricos mundo afora, o cobre não é tão bom condutor quanto a prata, cujo uso nas fiações é impeditivo por causa do alto custo do metal. Mesmo assim, a prata é muito utilizada em baterias de longa duração e em painéis solares.

LEIA MAIS:

- 10 maneiras de como os amigos melhoram nossas vidas, comprovadas pela ciência

- Como as mulheres lidam com a menstruação no espaço

- 9 cientistas famosos que já foram refugiados

Também no HuffPost Brasil:

Close
O que os cientistas pensam sobre Deus?
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção