Huffpost Brazil
Marcella Fernandes Headshot

Capitais brasileiras têm mais milionários que mulheres na disputa por prefeituras

Publicado: Atualizado:
DORIA MARTA ACM
Montagem / PSDB / Agência Senado / Agecom
Imprimir

Homens, brancos, ricos, com ensino superior e em cargos eletivos. Esse é o perfil de muitos dos candidatos a prefeitos de capitais, de acordo com levantamento feito pelo HuffPost Brasil a partir de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Dos 167 candidatos, 46 são milionários -- o equivalente a 27,54%. Em comparação, o Brasil tinha 161,2 mil milionários em 2014, o equivalente a 0,08% da população naquele ano, de acordo com relatório da consultoria Capgemini e da RBC Wealth Management.

candidatosrenda

O perfil também está distante do brasileiro comum, que possui uma renda média de R$ 1.113, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do IBGE divulgados em 2015.

O candidato mais rico é, de longe, João Doria, do PSDB de São Paulo, com uma fortuna acumulada em R$ 197,7 milhões. O atual prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), é dono de R$ 27,89 milhões e aparece em segundo lugar na lista.

A maior concentração de riqueza está em Belo Horizonte, onde 7 dos 11 candidatos são milionários. O patrimônio declarado do deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), por exemplo, é de R$ 23,39 milhões, e ele é o terceiro candidato mais rico na disputa pela prefeitura de uma capital.

Candidatos atualmente em cargos eletivos somam 55, o equivalente a 40,72%. Desses, 13 tentam a reeleição, 47 são deputados, dois senadores e seis vereadores.

Com o fim do financiamento privado de campanha aprovado na minirreforma eleitoral de 2015, quem tem recursos para financiar a própria candidatura e já é conhecido leva vantagem.

Os dados de Maceió (AL) e Recife (PE) não estavam disponíveis e as informações são fornecidas pelos próprios candidatos, de modo que não é obrigatória a declaração de todos os bens.

Mulheres

Na lista de futuros prefeitos das principais cidades do País, é mais fácil encontrar um milionário do que uma mulher. Apenas 28 candidatos são do sexo feminino, o equivalente a 16,77%.

Por outro lado, 51,4% da população brasileira é mulher, segundo os dados mais recentes de gênero do IBGE, da PNAD de 2013.

candidatosgenero

Dos candidatos milionários, apenas quatro são mulheres, incluindo a senadora Marta Suplicy (PMDB), candidata à prefeitura de São Paulo, que conta com um patrimônio de R$ 13,32 milhões. Para prefeitura de Florianópolis concorre Angela Amin (PP), dona de R$ 2,94 milhões.

Na disputa pelo Palácio das Laranjeiras, no Rio de Janeiro, está Carmem Migheles, do Partido Novo, com R$ 2,18 milhões. Já a deputada Alice Portugal (PCdoB), que tenta a prefeitura de Salvador, tem patrimônio de R$ 1,1 milhão.

Raça

De acordo com a PNAD de 2013, 46,1% dos brasileiros se declararam brancos, 45% pardos, 8,1% negros e 0,8% indígenas ou orientais.

Na análise dos candidatos, por sua vez, 65,27% é branco, 23,35% pardo, 10,78% negro e apenas Gonzaga (PSTU), que concorre ao governo de Salvador, é indígena, o equivalente a 0,6%.

racacandidatos

Escolaridade

Enquanto 16% dos brasileiros têm ensino superior completo, de acordo com dados de 2014 da PNAD, 82,63% dos candidatos ao comando das capitais possui essa escolaridade.

Entre os políticos, outros 11,38% têm ensino superior incompleto, 4,.79% ensino médio completo e 1,20% ensino fundamental completo.

No Brasil, 5,3% têm ensino superior incompleto, 31,1% concluíram o ensino médio e 10,8% encerraram o ensino fundamental.

candidatosescolaridade

Partidos

A legenda com mais nomes para o comando das capitais é o PT, com 20 candidatos. Em seguida, aparece o PSOL (19), PMDB (13), PSTU (12) e PSDB e Rede, empatados com 10 cada.

Além do partido de Marina Silva, entre as novas legendas, o Novo conta com uma candidata no Rio. Já o Partido da Mulher Brasileira (PMB), lançou o pecuarista Pedrossian Filho para disputa em Campo Grande (MS).

LEIA TAMBÉM

- Condenado na 'máfia dos fiscais' apoia João Doria na corrida pela prefeitura de São Paulo

- Gilmar Mendes diz que Lei da Ficha Limpa foi 'feita por bêbados'

-Marta Suplicy recebeu R$ 500 mil da Odebrecht em caixa dois, diz jornal

Também no HuffPost Brasil:

Close
Rockstars da política: políticos que soltaram o lado artístico
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção