Huffpost Brazil

PSDB, PT, PMDB e outros 6 partidos formam coligação para moralizar Lorena (SP)

Publicado: Atualizado:
COLIGAO
Fábio Marcondes tenta se reeleger com inusitada coligação | Reprodução/Twitter
Imprimir

Fábio Marcondes (PSDB) é o atual prefeito de Lorena, em São Paulo, e está na disputa pela reeleição na cidade.

O candidato faz parte da Coligação Moralização e Progresso, que é constituída por nove partidos: PSDB, PMDB, PT, PPS, SD, PC do B, DEM, PR e PSD.

Talvez esta seja uma das mais amplas ~bizarras~ coligações em disputa por uma prefeitura no País. Isso porque partidos que supostamente fariam oposição uns aos outros — ao menos em nível federal — estão unidos em prol de uma candidatura nesse município.

Fábio Marcondes briga pelos votos contra Elcio Vieira (PV) e Sylvio Ballerini (PTB). O empresário estreou na carreira pública como vereador de 2005 a 2008. Depois, assumiu a prefeitura da cidade, em 2012, com 44% votos.

No início do ano, Marcondes chegou a afirmar que não iria disputar a reeleição em entrevista ao jornal local Atos:

"Sempre deixei claro que não era a favor da reeleição. Falei isso em palanque, em debate político. Olha o exemplo de Lorena. Tivemos duas reeleições. O Aloísio Vieira teve um primeiro mandado dinâmico e um segundo muito problemático. Depois veio Dr. Paulo Neme, nem é preciso comentar a tragédia que foi. Quando ganhamos, colocamos em prática a recuperação da cidade. (...) Se eu ganho a eleição, vou sair com 62 anos da prefeitura. Tenho um filho de 9 anos. Nessa campanha de Facebook será uma das campanhas mais sujas e baixas da cidade. Nisso, meu filho vai ser exposto?"

Mas o prefeito voltou atrás e oficializou sua proposta para o segundo mandato. O plano de governo da atual candidatura está disponível aqui.

Lançado nosso cômite!

Uma foto publicada por Fabio Marcondes (@fabiomarcondesoficial) em

LEIA MAIS:

- Ibope: Russomanno lidera pesquisa para Prefeitura de São Paulo

- Erundina volta a ocupar cadeira da presidência da Câmara em protesto contra novo líder da Casa

Também no HuffPost Brasil

Close
Cenas da política que parecem mentira
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção