Huffpost Brazil

Candidato a vereador de Natal incita feminicídio em campanha

Publicado: Atualizado:
VEREADOR NATAL
Jaufran Siqueira postou 'brincadeira' contra feministas | Reprodução/Facebook
Imprimir

Jaufran Siqueira, integrante do Partido da Mobilização Nacional (PMN), é candidato a vereador em Natal (RN). Na última segunda-feira (26), o político postou uma montagem em sua página do Facebook incitando o ódio contra mulheres feministas.

Na imagem publicada há uma casa completamente em chamas, seguida da frase "Isso é o que vai acontecer com as feministas quando Jaufran 33123 foi eleito".

A atitude de Jaufran foi duramente criticada pelos usuários. O post recebeu um "vomitaço" e foi denunciado à ouvidoria do TRE-RN (Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte). A postagem pode ser entendida como crime previsto no Art. 243 do Código Eleitoral. A lei 4737/65 institui que "não será tolerada propaganda: III - de incitamento de atentado contra pessoa".

Após a repercussão, o candidato voltou a se pronunciar na página. "Natal: uma cidade em que as piadas precisam ser explicadas" foi o argumento para o post que incita o feminicídio.

De acordo com o Jornal do Brasil, Jaufran Siqueira foi notificado nesta terça-feira (30) sobre a ilegalidade da publicação e o caso será levado a uma juíza eleitoral na quarta-feira (31).

O integrante do PMN tem até dois dias para retirar a postagem do ar e pode ser multado em até R$ 10 mil.

Jaufran tem 25 anos e é corretor de imóveis. O candidato é contrário ao que ele chama de "ideologia de gênero" e faz coro a campanha "escola sem partido".

Em outro meme, ele sinaliza que terá posição política conservadora na Câmara caso seja eleito.

LEIA MAIS:

- 'A política não veste saias. É um ambiente misógino', diz Gleisi a Dilma

- Eduardo Paes e Pedro Paulo serão notificados após circulação de vídeo em que prefeito diz que mulher 'vai trepar muito'

- Estes famosos reforçam a cultura do estupro. Mas eles não vão nos silenciar

Também no HuffPost Brasil

Close
#PorTodasElas: Elas dizem NÃO ao machismo
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção