Huffpost Brazil
Grasielle Castro Headshot
Marcella Fernandes Headshot

Na sessão mais longa do Senado, Deus é citado pelo menos 46 vezes

Publicado: Atualizado:
MAGNO MALTA
Magno Malta, da Bancada Evangélica, fez referências a Deus | Brazil Photo Press/CON via Getty Images
Imprimir

A repercussão negativa da votação do impeachment de Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, na qual os termos Deus e família rechearam o discurso dos parlamentares, fez com que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), fizesse um pedido aos colegas: ‘por favor, vamos evitar transformar o julgamento em espetáculo’.

Embora repleto de xingamentos e bate-boca, os cinco dias de debates também tiveram o apelo à Deus como um dos destaques. Muitos senadores, aproveitaram o último discurso, para recorrer à máxima instância divina.

“Que Deus abençoe e ilumine o novo presidente que vai comandar o País a partir deste julgamento”, entoou o senador Magno Malta (PR-ES).

A divindade foi mencionada pelo menos 46 vezes. O termo foi citado 59 vezes no julgamento na Câmara dos Deputados, em abril, e 19 vezes por senadores na votação de abertura do processo no Senado, em maio.

Nem a presidente Dilma Rousseff se eximiu de pedir proteção divina. Na segunda-feira (25), em resposta ao senador Telmário Mota (PDT-RR), ela disparou: “Deus me livre do que o senhor chamou de PMDB do mal”.

Termo de discórdia

Geralmente invocado em tom de solidariedade, o termo Deus também foi alvo de discórdia. Uma das autoras do pedido de impeachment, a jurista Janaina Paschoal o trouxe para o centro da discussão.

"Foi Deus que fez com que várias pessoas, ao mesmo tempo, cada uma na sua competência, percebessem o que estava acontecendo com o nosso País e conferiu a essas pessoas coragem para se levantarem e fazerem alguma coisa a respeito”.

Ela também pediu à Deus e aos senadores que compreendam a magnitude do momento.

Em seguida, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) rebateu: “A doutora Janaina invocou Deus. Deus não tem nada a ver com esse golpe, senhor presidente. Invocou os netos da presidenta, chorou. Isso daqui não é uma cena. Nós não estamos aqui fazendo uma encenação”.

Deus e o Diabo

Se Deus esteve presente, o diabo também. O maior duelo entre os dois foi com quem a presidente afastada teria feito um pacto. Os termos foram puxados pelos senadores Sérgio Petecão (PSD-AC) e Ana Amélia (PP-RS). Petecão acusou a presidente afastada de ter feito um pacto com o diabo para ser reeleita em 2014.

LEIA MAIS:

- 'Não é um dia feliz para nenhum brasileiro', diz Aécio sobre impeachment

- Acusação e defesa se emocionam em alegações finais do impeachment

- Gleisi e Aécio batem boca no Senado após discurso de Janaina Paschoal

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Frases de impacto sobre o impeachment
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção