Huffpost Brazil

Partido espanhol pede que União Europeia corte relações com o Brasil

Publicado: Atualizado:
MICHEL TEMER
Ueslei Marcelino / Reuters
Imprimir

O partido político espanhol Podemos pediu oficialmente nesta quinta-feira (1) que a União Europeia suspenda relações comerciais e políticas com o Brasil como forma de rechaçar o governo de Michel Temer.

De acordo com a agência EFE, o pedido partiu dos eurodeputados Xabier Benito e Miguel Urbán. Benito é membro da Comissão de Relações Exteriores do Parlamento Europeu (PE) e Benito é o primeiro vice-presidente da Delegação para as Relações com Mercosul.

De acordo com a Revista Istoé, os eurodeputados propõem que o Brasil não seja incluído em negociações entre a União Europeia e o Mercosul.

"Nem desde o governo do Estado espanhol, nem desde o parlamento e a Comissão Europeia (CE) se deve legitimar o novo governo", disse Urbán. O deputado pediu ainda a "cessação imediata de qualquer relação comercial ou política até que seja restabelecida a legalidade e vontade das urnas", de acordo com a EFE.

Em um comunicado publicado no site do partido, que liderou uma onda de protestos contra políticos europeus, o Podemos diz que a democracia no Brasil está em xeque e pede ainda que a Espanha não reconheça o atual presidente da república e que considere o processo de impeachment que tirou Dilma Rousseff do poder seja considerado ilegal.

"A engenharia legislativa e as armadilhas parlamentares submeteram a vontade democrática do povo brasileiro, e é responsabilidade da comunidade internacional não reconhecer um governo que preferiu chegar no poder por esta via ilegítima, em vez de esperar novas eleições", diz o texto.

De acordo com o Estadão, a Comissão Europeia já afirmou que não há espaço para questionar o processo de impeachment. A UE acredita que as instituições democráticas do Brasil foram capazes de lidar com os desafios políticos da situação", afirmou.

A Espanha também segue em um cenário político incerto. Nesta sexta-feira (2), haverá uma nova votação no Congresso dos Deputados. Na última, o chefe do governo atual, Mariano Rajoy, não conseguiu obter maioria absoluta para tomada de posse.

LEIA MAIS:

- Dilma vai ao STF contra impeachment e pede que Temer volte a ser interino

- Como os líderes na América reagiram ao impeachment de Dilma Rousseff?

Também no HuffPost Brasil

Close
Impeachment de Dilma Rousseff
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção