Huffpost Brazil
Caio Delcolli Headshot

Frida Kahlo: Fotografias raras (e belíssimas) da artista chegam a São Paulo em exposição

Publicado: Atualizado:
Imprimir

A partir de sábado (3), São Paulo receberá a expressividade e beleza da artista Frida Kahlo (1907-1954). No entanto, desta vez, em vez de pinturas, serão exibidas fotografias raras do acervo pessoal da mexicana.

Frida Kahlo – Suas Fotos e Frida Kahlo – Suas Fotos: Olhares sobre o México serão expostas no Museu da Imagem e do Som (MIS) e Espaço Cultural Porto Seguro, respectivamente.

Após passagem por Curitiba e países como Polônia, México e Portugal, a coleção ficará na capital paulista até 20 de novembro.

Originalmente concebida como uma exposição em um só lugar, em São Paulo, ela foi dividida nas duas casas de cultura – haverá um serviço gratuito de transporte para levar os visitantes do MIS ao Espaço Cultural Porto Seguro.

frida kahlo

Segundo André Sturm, diretor do MIS, a intenção é incentivar a frequência da população em instituições culturais.

“A exposição tem uma curadoria que já tinha sido pensada do ponto de vista da divisão. São mais de 200 fotos. Tem um setor que é só de grandes artistas mexicanos”, disse em entrevista ao HuffPost Brasil.

As fotografias vieram da icônica Casa Azul, ou Museu Frida Kahlo, na Cidade do México. Foi neste local que a artista viveu vários anos e Diego Rivera (1886-1957), seu então marido, mandou guardar as memórias no banheiro. Elas só foram encontradas em 2007, após a equipe da Casa Azul ser autorizada a abrir o cômodo da casa. Na ocasião, um acervo de 6.500 fotos foi encontrado.

“Ninguém sabia da paixão de Frida pela fotografia”, conta Hilda Trujillo, diretora do Museu Frida Kahlo, em entrevista ao HuffPost.

“Ela manteve uma conexão com as fotos”, diz. Trujillo explica que as peças são importantes pois, por meio delas, “você pode ficar mais próximo da pessoa, e não apenas da artista”.

Sturm concorda: “As pessoas conhecem muito a obra dela como artista, as pinturas, mas essa coleção de fotos é muito pessoal”.

frida kahlo

As fotografias são registros históricos importantes também. “Quando houve a Guerra Civil na Espanha, vários artistas vieram para o México, por causa de problemas com Franco. Na exposição, você pode ver que várias pessoas interessantes vieram para o México. Trotsky, por exemplo, veio para cá para tentar se esconder de Stálin”, conta.

“Essa exibição é sobre a pessoa Frida. Com quem ela viveu, a influência pessoal de seu pai. O México que havia acabado de ter a primeira revolução socialista. As fotografias são ricas em informação.”

Frida Kahlo – Suas Fotos mostra imagens que foram feitas pelo pai ou avô da pintora, ambos fotógrafos profissionais; outras têm autoria da própria mexicana ou de amigos, como Gisèle Freund e Martin Munkácsi; há também imagens tiradas por pessoas até hoje desconhecidas.

No MIS, há uma divisão em cinco ambientes que narram a vida de Frida desde infância até a vida adulta. A parte Olhares sobre o México, no Espaço Cultural Porto Seguro, traz a seção Fotografia, composta por 25 peças. A expografia especial terá entrada inspirada na Casa Azul.

Trujillo comemora o sucesso de Frida no Brasil – a exibição chega um ano após outra, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, que recebeu a impressionante quantidade de 600 mil visitantes. Para ela, Frida é um ícone com o qual as pessoas se identificam.

“Ela não gostava das normas sociais, foi uma mulher muito forte, mudou tudo no que colocou a mão”, diz a diretora. “Foi muito curiosa e aberta para seu tempo. Ela mudou a arte.”

Clique aqui para mais informações sobre a exibição no MIS e aqui para informações sobre Espaço Cultural Porto Seguro.

Veja algumas fotos abaixo:

  • Museu Frida Kahlo
    Frida com cinco anos. Anônimo. 1912
  • Museu Frida Kahlo
    Frida pintando o retrato de seu pai por Gisèle Freund, 1951
  • Museu Frida Kahlo
    Frida Kahlo, por Guillermo Kahlo, 1926
  • Museu Frida Kahlo
    Frida Kahlo, por Guillermo Kahlo, 1932
  • Museu Frida Kahlo
    Frida de barriga para baixo, por Nickolas Muray, 1946
  • Museu Frida Kahlo
    Matilde Calderón dando de comer aos cães por Anónimo 1932
  • Museu Frida Kahlo
    Nickolas Muray e Frida Kahlo, por Nickolas Muray, 1939
  • Museu Frida Kahlo
    Retrato de casamento (Matilde Calderón e Guillermo Kahlo), por anônimo
  • Museu Frida Kahlo
    Retrato de Guillermo Kahlo, 1920


ATUALIZAÇÃO: A reportagem dizia, anteriormente, que no MIS há seis seções para a exposição de Frida Kahlo. A instituição, entretanto, entrou em contato com o HuffPost Brasil e afirmou que são cinco.

LEIA MAIS:

- O filho desta artista está preso, e ela pinta os rostos de um sistema penal arruinado

- 21 momentos da arte em que a nudez aconteceu em situações esquisitas (NSFW)

- Estas tatuagens em 3D são de ENCHER OS OLHOS

Também no HuffPost Brasil:

Close
14 pinturas que revolucionaram a arte
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção