Huffpost Brazil

Após reagir ao impeachment de Dilma, Bolívia ensaia aproximação com governo Temer

Publicado: Atualizado:
TEMER EVO MORALES
Montagem/Agência Brasil/Reuters
Imprimir

Após forte reação contra o impeachment de Dilma Rousseff, a o governo boliviano de Evo Morales começa a aceitar o governo do presidente Michel Temer. De acordo com a Folha de S.Paulo, o chanceler David Choqueuanca minimizou a convocação do embaixador José Kinn. Disse que ele foi chamado apenas para explicar o que está acontecendo no Brasil.

De acordo com a Folha, o recuo se deve a proximidade de uma rodada de negociações sobre o gás que a Bolívia vende ao Brasil, por isso não interessa criar conflito. Além da Bolívia, o Equador e a Venezuela também chamaram seus embaixadores. O Brasil, em reação, também convocou os seus nos três países.

Ler toda a história em Folha de S. Paulo

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Impeachment de Dilma Rousseff
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção