Huffpost Brazil

Cinegrafista húngara que chutou refugiados é indiciada

Publicado: Atualizado:
LAZLO
Montagem/Reprodução
Imprimir

A jornalista húngara Petra László, cujas imagens chutando refugiados - entre eles um idoso com uma criança no colo - que cruzavam a fronteira entre a Sérvia e a Hungria, foi indiciada pela Justiça.

Ela foi acusada de “perturbação da ordem pública”, de acordo com um comunicado assinado pelo promotor do condado de Csongrad (sul da Hungria), Zsolt Kopasz. A lei prevê pena de até cinco anos para o crime.

Apesar disso, a Justiça considerou que a atitude da jornalista "não foi motivada por considerações étnicas ou pela condição de migrantes das pessoas agredidas”, segundo informações da AFP.

"O comportamento violento da acusada, que não causou ferimentos, provocou consternação nas pessoas que estavam presentes", afirmou a promotoria da província de Csongrád, ao relatar que a repórter chutou e deu rasteiras em vários refugiados que fugiam da polícia quando entravam na Hungria, vindos da Sérvia.

Remember the refugee father/son who were kicked and tripped by a Hungarian camerawoman? They've arrived safely in Germany.

Posted by Muhammad Lila on Domingo, 13 de septiembre de 2015

LEIA MAIS:

- 'Não posso perdoá-la', diz refugiado sírio agredido por cinegrafista húngara

- Cinegrafista húngara que chutou refugiados vai processar Facebook e refugiado sírio