Huffpost Brazil

AGU rebate acusação de 'abafar Lava Jato' e diz ter compromisso 'irrestrito' no 'combate à corrupção'

Publicado: Atualizado:
OSRIO MEDINA E GRACE
Montagem/Agência Brasil/AGU
Imprimir

A Advocacia-Geral da União rebateu as acusações de que o governo tenta “abafar a Lava Jato”. Em nota, a AGU reafirmar seu irrestrito compromisso com o "combate à corrupção e a defesa do erário”.

O texto ressalta a condução da instituição pela recém-nomeada advogada-Geral da União, Grace Mendonça. A advogada assumiu o cargo na última sexta-feira (9), com a demissão de Fábio Osório Medina.

As acusações de que o governo tenta “abafar” a operação são do ex-advogado-Geral da União. Medina afirmou, em entrevista à Veja, que a "divergência começou há cerca de três meses, quando pediu às empreiteiras do petrolão que ressarcissem o erário pelo dinheiro desviado da Petrobras”.

De acordo com a reportagem, Medina "solicitou acesso aos inquéritos que fisgaram aliados graúdos do governo. Seu objetivo era mover ações de improbidade administrativa contra eles".

A Polícia Federal enviou-lhe uma lista com o nome de 14 congressistas e ex-congressistas, entre eles o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e do senador Valdir Raupp (PMDB-RO).

Segundo Medina, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, estava impedindo que inquéritos chegassem à AGU para evitar punição.

Leia a íntegra da nota:

Diante das recentes notas e matérias em circulação na imprensa, a Advocacia-Geral da União, sob a condução da Ministra Grace Maria Fernandes Mendonça, vem reafirmar seu irrestrito compromisso com a missão constitucional que lhe foi atribuída na qualidade de função essencial à Justiça, destacando que as atividades institucionais continuarão pautadas pelos mais elevados princípios que norteiam a Administração Pública.

Algumas declarações veiculadas nos últimos dias, na verdade, atestam o desconhecimento das rotinas e procedimentos da Instituição na responsável condução dos trabalhos de defesa judicial e extrajudicial da União, em especial no tocante à defesa do patrimônio público e da probidade administrativa.

A AGU reitera que o combate à corrupção e a defesa do erário, além da segurança jurídica aos seus órgãos assessorados, são e continuarão sendo suas principais missões institucionais.

LEIA MAIS:

- 'Governo Temer quer abafar a Lava Jato', denuncia advogado-geral da União demitido

- Fábio Medina Osório pode ser o terceiro auxiliar importante de Temer a cair

- Grace Mendonça é oficializada na AGU; e é a primeira ministra mulher do governo Temer

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Os ministros de Temer
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção