Huffpost Brazil

Anna Muylaert sobre 'Aquarius' fora do Oscar: 'O problema do golpe é dar outros para manter o principal'

Publicado: Atualizado:
AQUARIUS
Divulgação
Imprimir

Nesta segunda-feira (12), o longa-metragem Pequeno Segredo foi anunciado como representante do Brasil na disputa por uma indicação ao Oscar 2017, na categoria de melhor filme estrangeiro.

Entretanto, a seleção feita por uma comissão especial formada pela Secretaria do Audiovisual (SAv), do Ministério da Cultura (MinC), é uma surpresa.

A obra de David Schurmann ser escolhida pela comissão contradiz as expectativas da opinião pública de que Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, seria a aposta brasileira por uma vaga na categoria do prêmio da Academia.

Elogiado pela crítica desde a primeira exibição em maio, no Festival de Cannes, e em cartaz desde o último dia 1º no Brasil, Aquarius tem causado intenso debate político na sociedade brasileira: o filme tem sido associado ao movimento político contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB) e o impeachment de Dilma Rousseff (PT) do mesmo cargo.

Na ocasião do festival francês, diretor e elenco protestaram no tapete vermelho contra o governo Temer e chamaram o processo de Rousseff de “golpe”.

Nesta segunda, Mendonça Filho e a cineasta paulistana Anna Muylaert – diretora de Mãe Só Há Uma e Que Horas Ela Volta? – usaram o Facebook para comentar o caso.

Veja abaixo.

"É bem possível que a decisão da comissão esteja em total sintonia com a realidade política do Brasil", escreveu o diretor, do Canadá, onde divulga a obra no Festival de Cinema Internacional de Toronto (TIFF). "É coerente e já esperada."


Muylaert brincou na rede social: "Saiu a versão oficial: Aquarius foi preterido porque Sonia Braga deu pedaladas fiscais".

"O problema de dar um golpe é ter que dar mais infinitos golpes para manter o golpe principal", escreveu.

"Escolher outro filme para representar o Brasil agora – um que ninguém viu – não é apenas uma derrota para Aquarius, é antes de tudo uma mudança de rumo nos paradigmas de qualidade que viemos construindo todos nós juntos há anos."



Este post será atualizado conforme mais artistas do meio do cinema brasileiro se manifestarem.

LEIA MAIS:

- 'Aquarius' tem grande peso político e causa necessário mal-estar. É o filme brasileiro do ano

- Anna Muylaert: 'Não são filmes que ganham o Oscar, são os interesses por trás'

- Como a franquia 'Star Trek' se tornou um ícone de diversidade na mídia

Também no HuffPost Brasil:

Close
'Aquarius': Filme tem peso político e causa necessário mal-estar
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção