Huffpost Brazil
Marcella Fernandes Headshot

Presidente da Câmara suspende sessão sobre Cunha à espera de 400 deputados no plenário

Publicado: Atualizado:
EDUARDO CUNHA
President of Brazil's Chamber of Deputies Eduardo Cunha gestures during a breakfast with journalists at the Chamber of Deputies in Brasilia, Brazil, December 29, 2015. REUTERS/Ueslei Marcelino | Ueslei Marcelino / Reuters
Imprimir

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) suspendeu por uma hora a sessão de cassação do deputado afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à espera de um quórum de 400 deputados no plenário.

São necessários 257 votos dos 512 deputados para que ele seja cassado. Cerca de 300 deputados já se declaram a favor da perda de direitos políticos do peemedebista.

No início da sessão, marcada para 19h, havia 326 deputados presentes na Câmara, mas apenas 140 em plenário. Abstenções contam a favor de Cunha.

Quinze partidos prometeram levar toda a bancada à votação sobre Cunha. Entre as legendas que prometem a presença de todos os seus deputados estão PT, PSDB, DEM, Solidariedade, PPS, PSB, PCdoB, PSOL, PROS, PHS, Rede, PTdoB, PRTB, além do PSD e PR, integrantes do Centrão, bloco informal apadrinhado por Cunha.

O ex-presidente da Câmara é réu por corrução e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato, acusado de receber US$ 5 milhões em propina. Caso ele perca o cargo, o parlamentar perde o foro privilegiado e as investigações vão para as mãos do juiz Sérgio Moro.

LEIA TAMBÉM

- 'Qual mulher que não faz uma compra independentemente do valor?', diz Claudia Cruz


- Reinado de impunidade de Cunha durou 1 ano e meio, mas pode terminar hoje

Também no HuffPost Brasil:

Close
Os defensores de Eduardo Cunha
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção