Huffpost Brazil

O eclipse solar de 2017 será o mais incrível em 99 anos nos EUA

Publicado: Atualizado:
ECLIPSE SOLAR
Eclipse solar em 2008 | MILOSLAV DRUCKMULLER
Imprimir

No dia 21 de agosto de 2017, a Lua vai passar em frente do Sol e sua sombra vai percorrer os Estados Unidos, atravessando 14 estados, do Oregon à Carolina do Sul. Será um eclipse solar total.

Os eclipses solares totais não são especialmente raros, apesar do que muitas pessoas pensam. De acordo com a Sky & Telescope, um eclipse desse tipo ocorre em algum lugar da Terra em média a cada 18 meses.

Mas este será o primeiro desde fevereiro de 1979 (quando Jimmy Carter ocupava a Casa Branca e Do Ya Think I’m Sexy, de Rod Stewart, liderava as paradas musicais) a ser visível nos 48 estados mais do sul do país. Será o primeiro eclipse solar total em 99 anos a percorrer os EUA de costa a costa.

O próximo eclipse solar total visível nos EUA só vai acontecer em 2024.

Portanto, esta poderá ser sua melhor oportunidade de acompanhar em primeira mão um evento celestial tão sublime que já foi descrito como “um dos espetáculos mais impressionantes da natureza”. Como é sabido, já houve casos em que um eclipse solar total produziu efeitos psicológicos profundos sobre as pessoas que o observaram.

“Vai ser a coisa mais espetacular que qualquer pessoa já viu”, disse ao Huffington Post o astrônomo Jay Pasachoff, do Williams College, que já testemunhou 33 eclipses solares totais.

“Procuramos informar as pessoas com antecedência, mas, mesmo assim, quando elas veem um eclipse desse tipo, ficam completamente pasmas. Há gente que aplaude, há gente que chora. É simplesmente espetacular.”

O eclipse será visível em toda a América do Norte e partes da América do Sul. Mas a maioria das pessoas nessa área verá apenas um eclipse parcial. Apenas as pessoas que estiverem numa faixa com largura média de 110km vão poder ver o eclipse total.

Doze milhões de pessoas vivem diretamente nessa faixa, segundo a Space.com. Para verem a chamada “totalidade” – o período breve de tempo durante o qual a Lua obscurece o Sol completamente --, elas só precisarão olhar para o alto.

Mais ou menos 200 milhões de pessoas vivem a uma distância dessa faixa que pode ser coberta de carro em até um dia. Como é exatamente assistir a um eclipse solar total?

Quando a Lua começa a encobrir o Sol, a luz do Sol diminui. Quando a totalidade se aproxima, o céu passa de um azul escuro, como no cair da noite, para azul quase negro. De repente, planetas e estrelas brilhantes ficam visíveis. A temperatura pode cair até 20 graus.

Confusos com a escuridão repentina, os animais podem preparar-se para dormir.

E então chega o momento especial. Veja como um texto de astronomia de 1878 (citado no site do Observatório Naval dos EUA) descreveu a chegada da totalidade:

“Quando o derradeiro raio do sol desaparece, abre-se diante de nossos olhos um cenário de beleza e grandeza ímpares, que causa enorme impressão.

O globo da Lua, negro como tinta, é visto como se estivesse dependurado no ar, cercado por uma coroa de luz prateada suave, como a que os pintores do passado mostrava em volta das cabeças dos santos. Além desta ‘coroa’, línguas de chamas rosadas são as formas mais fantásticas que se projetam de vários pontos nas bordas do disco lunar.”

No eclipse de agosto de 2017, a sombra da Lua vai beijar a superfície da Terra primeiramente no oceano Pacífico, mais ou menos 2.400 km a noroeste das ilhas havaianas, e então vai correr rapidamente em direção à América do Norte, segundo a Space.com.

A sombra vai aterrissar no Oregon e depois passar sobre o Idaho, Montana, Wyoming, Nebraska, Iowa, Kansas, Missouri, Illinois, Kentucky, Tennessee, Carolina do Norte, Geórgia e Carolina do Sul, antes de encaminhar-se para o oceano Atlântico, segundo a Sky & Telescope.

A sombra da Lua vai passar sobre a terra a uma velocidade superior a 1.600 km/h. ou seja, a totalidade não vai durar muito tempo em qualquer lugar dado. No ponto de sua duração maior, um ponto no sul do Illinois, o Sol ficará completamente escurecido por dois minutos e 40 segundos.

Mas como explicou Pasachoff, isso é tempo de sobra para curtir o espetáculo. Será possível ter uma boa vista do eclipse em qualquer ponto de sua trajetória.

Como o céu de agosto tende a ser mais limpo no oeste dos Estados Unidos, entretanto, é provável que muitas pessoas se dirijam para o oeste para ver o eclipse (Pasachoff pretende vê-lo em Salem, no Oregon).

De qualquer maneira, os especialistas recomendem que se dê uma olhada nas previsões do tempo um ou dois dias antes do eclipse e então se escolha um lugar onde haverá boas chances de céu limpo, sem nuvens. Você pode usar o seguinte formulário para checar se e a que horas a totalidade será visível em qualquer cidade específica.

Antes e depois da totalidade, é preciso usar um filtro especial para ver o eclipse, para proteger seus olhos. Durante a totalidade, quando o Sol tiver desaparecido, você poderá olhar o eclipse sem o filtro. Mas é importante saber exatamente quando o momento começa a termina.

Curta o eclipse!

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Asteroide recebe nome de Freddie Mercury em homenagem ao cantor

- Sonda Juno transmite primeiras fotos dos polos de Júpiter

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
30 imagens INCRÍVEIS da Superlua
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção