Huffpost Brazil

'Qual mulher que não faz uma compra independentemente do valor?', diz esposa de Eduardo Cunha

Publicado: Atualizado:
CLAUDIA CRUZ
Reprodução / SBT
Imprimir

A jornalista e esposa do deputado afastado, Eduardo Cunha, (PMDB-RJ), Cláudia Cruz negou ter medo de ser presa e disse que qualquer mulher com suas condições financeiras fazem compras de luxo. As declarações foram dadas em entrevista ao programa Conexão Repórter, do SBT, exibida na noite deste domingo (11).

"Qual mulher que não faz uma compra independentemente do valor da compra e aonde seja a compra? Não precisa ser uma loja de luxo, pode ser em uma loja popular. Você faz a compra de acordo com sua condição financeira. Estão me usando de bode expiatório. Todas as mulheres da minha condição financeira fazem (compras em lojas caras)."

Cláudia Cruz é ré por lavagem de dinheiro e de evasão de divisas. Os investigadores da Operação Lava Jato apontam que ela pagou despesas luxuosas em viagens internacionais com dinheiro desviado da Petrobras.

Na entrevista, a jornalista reclamou ter tido a "privacidade invadida" pelas investigações e disse se sentir incomodada ao ser tratada como “mentirosa e fútil” devido a seus gastos. "Não fiz nada para ser para ser presa. Esse é um medo que eu não tenho", afirmou.

Ao lado do marido, Cláudia Cruz citou "caráter, sinceridade e inteligência" como as características que a fizeram se apaixonar por Cunha.

O peemedebista também também negou ter medo de ser preso e contestou as acusações de ter recebido propina no exterior ou atrapalhado as investigações da Lava-Jato, motivo de seu afastamento da Câmara dos Deputados.

O casal teve os bens bloqueados pela Justiça Federal em uma ação civil de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal, cobrando R$ 80,67 milhões do parlamentar e mais R$ 17,8 milhões da jornalista.

O valor corresponde ao acréscimo patrimonial ilícito do casal e ressarcimento do dano causado na compra de campo de petróleo em Benin, na África, em 2011. De acordo com as investigações, o negócio teria resultado numa propina de US$ 10 milhões, parte dela repassada ao peemedebista.

O patrimônio de Cláudia Cruz saltou de R$ 1.617.519,09, em 1.º de janeiro de 2008, para R$ 4.029.025.65, em 31 de dezembro de 2014. Um crescimento de 149%, segundo dados da Receita Federal.

Cassação

O plenário da Câmara dos Deputados vota nesta segunda-feira (19) a cassação do mandato de Cunha, em sessão marcada para as 19h. Caso ele perca o cargo, o parlamentar perde o foro privilegiado e as investigações vão para as mãos do juiz Sérgio Moro.

São necessários 257 votos dos 512 deputados para que ele seja cassado. Cerca de 300 deputados já se declaram a favor da perda de direitos políticos do peemedebista.

Cunha é réu por corrução e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato, acusado de receber US$ 5 milhões em propina.

LEIA TAMBÉM

- Reinado de impunidade de Cunha durou 1 ano e meio, mas pode terminar hoje

- CADÊ?! Câmara não encontra Cunha, e notificação será publicada no Diário Oficial

- Presidente da Câmara diz que plenário decidirá se vai amenizar pena de Cunha

Também no HuffPost Brasil:

Close
Hotéis de luxo frequentados por Cunha e família
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção