Huffpost Brazil

'Aquarius' fica de fora e 'Pequeno Segredo' é grande aposta do Brasil no Oscar 2017

Publicado: Atualizado:
PEQUENO SEGREDO
Reprodução
Imprimir

O filme o Pequeno Segredo é o escolhido para representar o Brasil na disputa por uma indicação a Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2017. A obra, dirigida por David Schurmann, foi escolhida entre 16 filmes indicados a uma comissão formada pela Secretaria do Audiovisual,do Ministério da Cultura. Pequeno Segredo bateu Aquarius, apontado como favorito na disputa e aclamado pela crítica.

Ainda inédito no circuito comercial do cinema brasileiro, o filme conta a história de Kat, uma menina adotada pela família e é portadora de HIV. A obra é baseada na história real da famíllia Schurmann. Nas redes sociais, Schurmann comemorou a indicação. "Obrigado a todos os que acreditam nesse filme! Meu profundo respeito a todos os maravilhosos filmes inscritos. Tenham certeza que faremos de tudo e não economizaremos energias para representar nosso país na premiação do Oscar 2017".

Em nota, o presidente da comissão, o cineasta Bruno Barreto, disse que os integrantes optaram por escolher "um filme que dialogasse mais com os critérios da Academia".

"Obrigado a todos os que acreditam nesse filme! Meu profundo respeito a todos os maravilhosos filmes inscritos. Tenham certeza que faremos de tudo e não economizaremos energias para representar nosso país na premiação do Oscar 2017. Obrigado, Obrigado obrigado!"
David Schurmann

Aquarius

Antes mesmo da indicação dos 16 filmes, a escolha do representante do Oscar foi baseada em uma polêmica protagonizada por um dos membros da comissão, Marcos Petrucelli, que criticou as posições políticas do diretor de Aquarius, Kleber Mendonça Filho. Durante o Festival de Cannes, o elenco do filme protestou contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e, com pequenos pedaços de papel, levantaram placas alertando sobre o golpe no Brasil.

As críticas fez com que três diretores retirassem os filmes da disputa pela indicação - 'Mãe Só Há Uma', de Anna Muylaert, 'Boi Neon'. de Gabriel Mascaro, e 'Para Minha Amada Morte', de Aly Muritiba.

Aquarius ainda pode ser indicado ao Oscar pela Academia em outras categorias do prêmio, mas não como Filme Estrangeiro. Em 2003, por exemplo, o filme 'Cidade de Deus', de Fernando Meirelles, não ficou entre os finalistas para Melhor Filme Estrangeiro, mas conseguiu indicações em Direção, Roteiro Adaptado, Fotografia e Montagem em 2004.

Caso "Aquarius" consiga indicações em outras categorias, não será um fato inédito para o Brasil: "Cidade de Deus", de Fernando Meirelles, escolhido como representante brasileiro para o Oscar 2003, não ficou entre os finalistas, mas, conseguiu indicações em categorias de maior peso --direção, roteiro adaptado, fotografia e montagem-- no ano seguinte.

Na história do Oscar, o Brasil tem apenas quatro indicações para Filme Estrangeiro. A última foi com 'Central do Brasil', do diretor Walter Salles, em 1999. Neste ano, a atriz Fernanda Montenegro concorreu como Melhor Atriz. Os outros filmes foram O 'Pagador de Promessas', em 1963, 'O Quatrilho', em 1996, e 'O que é isso, Companheiro?', em 1998.

Seleção

O prazo máximo para os países inscreverem seus filmes é até o dia 3 de outubro. Na próxima etapa, um comitê de seleção do Oscar escolhe nove obras, em dezembro. Os nove pré-finalistas passam por uma nova escolha do comitê, que vai eleger os cinco indicados, que serão anunciados no dia 24 de janeiro de 2017.

A cerimônia de premiação do Oscar será realizada em 26 de fevereiro, em Los Angeles.

Também no HuffPost Brasil

Close
10 gays assumidos que já ganharam Oscar
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção