Huffpost Brazil

#ÉRelacionamentoAbusivoQuando: Mulheres usam hashtag para compartilhar situações de violência psicológica

Publicado: Atualizado:
RELACIONAMENTO ABUSIVO
Reprodução
Imprimir

Talvez o mais difícil de um relacionamento abusivo seja assumir que você está em um. Mesmo que não exista violência física, outras práticas como a violência psicológica e simbólica acabaram sendo naturalizadas em uma relação assim.

É a dominação confundida com a proteção. É a posse confundida com o ciúme. É o controle psicológico travestido de discurso do que é melhor pra você. É a exposição da vida íntima vista como uma brincadeira. Não são poucas as situações de violência vividas por quem está ou esteve em um relacionamento abusivo. Mesmo que o parceiro não bata em você.

Atitudes que por muito tempo foram aceitas com normalidade, a grande maioria em decorrência do machismo, agora são questionadas. Com ajuda da internet, mulheres conseguem se unir e perceber o quão nocivo pode ser um relacionamento abusivo, seja ele heterossexual ou homossexual.

Com a tag #ÉRelacionamentoAbusivo, usuárias do Twitter compartilharam e denunciaram tais situações de violência:

A repercussão dos comentários nas redes sociais demonstra que a violência psicológica é tão ofensiva quanto a física e afeta diretamente a autoestima e a independência das mulheres.

A Lei Maria da Penha criminaliza a violência doméstica em todas as suas manifestações. Em casos de denúncias, ligue para a Central de Atendimento à Mulher no número 180.

LEIA MAIS:

- Ela sofria violência emocional e ia deixar seu marido. Agora a família inteira está morta

- Arrastada pelo cabelo por namorado, esta universitária denuncia os traumas de um relacionamento abusivo

- Ele nunca me bateu (Um relato de um relacionamento abusivo)

- Você pode estar em um relacionamento abusivo (mesmo que ele não bata em você)

Também no HuffPost Brasil

Close
Frases inspiradoras de famosas sobre o feminismo
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção