Huffpost Brazil

'Ele agora é um protetor': A emocionante homenagem dos índios a Domingos Montagner

Publicado: Atualizado:
DOMINGOS MONTAGNER
Reprodução/Globo
Imprimir

Ficção e realidade. Vida e morte. Previsível e efêmero. Acidente ou destino.

Domingos Montagner morreu afogado na tarde da última quinta-feira (15) após mergulhar de uma pedra no rio São Francisco.

A fatalidade tem sido interpretada de diversas maneiras devido ao contexto em que aconteceu e às similaridades entre o ocorrido e o roteiro vivido por seu personagem Santo na novela Velho Chico.

Dentre tantas homenagens, talvez a mais singela - e reconfortante - tenha sido a do texto escrito pela comunidade indígena que participou das filmagens da novela da Globo.

Exibido durante o programa Encontro, Fátima Bernardes leu o depoimento dos índios da região de Canindé.

"Eles avisaram que estão de luto na aldeia e que fizeram um ritual para a alma do Domingos. Durante esse ritual, um senhor disse: 'Por que estão querendo trazer a alma dele de volta? Ele nasceu de novo hoje e se tornou um novo protetor do Rio São Francisco, que estava tão esquecido. Esse rio não pode morrer. A novela contou todos os mistérios do rio e esse foi mais um deles. Ele se tornou um ser de luz, porque a água não tira vida e sim dá a vida. Fiquem felizes pela alma dele, pois quando ele entrou no rio, se despediu do corpo e alma. Nasceu em um mundo melhor. Algum dia, os brancos vão entender isso. Ele está bem e, agora, é um protetor do Rio São Francisco"

A região que Montagner mergulhou é conhecida como "prainha". Apesar do nome convidativo, moradores da região informaram que é uma área perigosa por ser próxima às comportas da Usina Hidrelétrica de Xingó, cuja força das águas ajuda a formar correntes e redemoinhos no rio.

De acordo com a Folha, o local passou por uma reforma há 45 dias em que toda a sinalização de perigo foi retirada e os salva-vidas foram demitidos.

Mesmo com a falta de infraestrutura, a orla foi reaberta em 30 de julho para o público na presença do governador Jackson Barreto (PMDB).

Segundo a Folha, a obra custou R$ 6,5 milhões e implementou 14 quiosques, um restaurante, parque infantil e campo de futebol.

Em entrevista ao jornal, José Normando Santana contou que trabalhou como salva-vidas por mais de 10 anos no local, até ser demitido. Ele afirmou que o perigo de afogamentos são frequentes.

"Há uma semana, duas pessoas de um grupo de turistas que veio de Aracaju quase se afogaram na praia."

Velório

Domingos Montagner será velado neste sábado (17), no Cemitério da Quarta Parada, na região leste de São Paulo. A cerimônia será apenas para familiares e amigos íntimos.

O corpo deixou a Funerária Piaf, em Aracaju, no inicio da tarde desta sexta. Fãs aguardavam fora do local para se despedir de Montagner. À pedido da família, o corpo do ator passou por um processo de conservação, a tanatopraxia, procedimento que o protege dos efeitos de decomposição natural e é similar ao que o Papa João Paulo II foi submetido.

"Vamos fazer o processo de conservação e também restauração do corpo para áreas machucadas", afirmou um representante da funerária, de acordo com o Ego.

No Facebook oficial do ator, a família publicou uma nota breve agradecendo ao apoio dos fãs.

LEIA MAIS:

- 'Estamos anestesiados': Amigos lamentam a notícia da morte de Domingos Montagner

- De palhaço a galã: O palco principal de Domingos Montagner sempre foi o circo

- A saga de Santo e a vida de Domingos Montagner: Quando ficção e realidade se encontram

Também no HuffPost Brasil

Close
A carreira do ator Domingos Montagner em imagens
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção