Huffpost Brazil

5 vídeos para lembrar Domingos Montagner pelo riso, circo e teatro

Publicado: Atualizado:
MONTAGNER
Divulgação
Imprimir

Domingos Montagner morreu tragicamente na tarde desta quinta-feira (15). Ele desapareceu após um mergulho no rio São Francisco, trecho do município Canindé de São Francisco (SE). E foi encontrado horas depois preso nas pedras, a 18 metros de profundidade, perto da Usina de Xingó, na divisa entre Sergipe e Alagoas.

A morte do ator ocorreu após as gravações da novela Velho Chico, na qual interpretava Santo, um dos líderes de uma cooperativa de pequenos produtores de frutas, que enfrentava o poderoso coronel Afrânio, governante da cidade de Grotas de São Francisco.

Montagner deixou a mulher, Luciana Lima, e três filhos.

Com status de galã, ele era na atualidade um dos atores mais disputados da TV Globo. No entanto, foi na arte circense que o artista paulistano lapidou sua carreira.

Nascido no bairro do Tatuapé, na capital paulista, em 1962, Montagner era formado em educação física. No final das década de 80 e início de 90 , passou a desenvolver sua veia artística ao entrar em contato o Circo Escola Picadeiro e realizar um curso de interpretação de Myriam Miniz. Nesse período, participou do grupo Pia Fraus, cuja linguagem combina teatro de bonecos, na dança, no circo e na música.

Em 1997, formou o Grupo La Mínima, com o ator Fernando Sampaio. A peça A Noite dos Palhaços Mínimos lhe rendeu um prêmio Shell de Melhor Ator. Em 2003, ele ajudou a fundar o Circo Zanni, do qual também foi produtor artístico.

O HuffPost Brasil selecionou 5 vídeos de Domingos Montagner para você relembrar a obra do artista nos palcos:

1. Reprise

Nesta peça que rendeu boas gargalhadas da plateia, dois palhaços são contratados para espetáculos no mesmo horário e local. Eles brigam muito para decidir quem tem prioridade no picadeiro, até que optam por realizar o trabalho juntos. Para surpresa geral, a parceria faz com que o talento dos palhaços se multiplique.


2. Mistero Buffo

No espetáculo, questões sérias como espetacularização da fé e a exploração da pobreza são abordadas de forma irônica e ácida pelos atores-palhaços. Com apoio de música ao vivo, os três artistas interpretam mais de vinte personagens, percorrendo mais de nove séculos de humor.


3. A Noite dos Palhaços Mudos

Ao lado de Fernando Sampaio na grupo La Mínima, Montagner estreou em 2008 a peça A Noite dos Palhaços Mudos, uma adaptação de uma tirinha da quadrinista Laerte. Pelo espetáculo, o ator venceu o prêmio Shell de Teatro de São Paulo de Melhor Ator. A peça também recebeu o Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro pelo melhor elenco.


4. Rádio Variété

Uma homenagem aos palhaços brasileiros e ao rádio, a peça reunia três artistas de teatro em um local público. Lá eles montam um estúdio de “rádio-circo-teatro” para animar os presentes com histórias jornalísticas, dramáticas e musicais.


5. À La Carte

Em tom de crítica social, a montagem traz ao palco duas pessoas que convivem sem nenhum conforto na periferia de um subúrbio sem nome e deslocado no tempo. Um é mais nervoso o outro é mais conformado. Ambos sentem fome, sensação que os une como irmãos.

LEIA MAIS:

- A crônica de uma tragédia não anunciada

- Domingos Montagner e as raízes do Brasil: Ainda vivemos nos tempos dos coronéis

- 'Estamos anestesiados': Amigos lamentam a notícia da morte de Domingos Montagner

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
A carreira do ator Domingos Montagner em imagens
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção