Huffpost Brazil
Caio Delcolli Headshot

'Bridget Jones': Livros da série invadem prateleiras com novas capas

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Aos trancos e barrancos, mas ainda encantadora, Bridget Jones volta às nossas vidas – e não apenas nos cinemas, mas nas prateleiras das livrarias também.

Acompanhando neste mês a estreia do novo filme, O Bebê de Bridget Jones, a Paralela, selo da Companhia das Letras, responsável pela edição da série literária da jornalista Helen Fielding no Brasil, relança as aventuras da personagem com novas capas.

Os dois primeiros livros, O Diário de Bridget Jones – cuja publicação original completa 20 anos – e Bridget Jones: No Limite da Razão, foram revisados para o relançamento. A edição anterior é da Record.

Já o terceiro, Bridget Jones: Louca pelo Garoto, ganha apenas a nova capa, que pode ser usada como “jaqueta” sobre a capa anterior. O quarto, O Bebê de Bridget Jones: Os Diários, chega às lojas em outubro, acompanhando a nova linha de capas, todas feitas por Tamires Cordeiro e cedidas com exclusividade ao HuffPost Brasil.

Ainda inédito no mundo todo, Bebê será lançado no Reino Unido pela Penguin Random House – a casa editorial pertence ao mesmo grupo que a Companhia.

As novas artes mostram características marcantes do universo da personagem, o que torna os livros facilmente reconhecíveis, além de belos e sofisticados.

o diario de bridget jones

“É um bom momento para os fãs da Bridget”, conta Quezia Cleto, editora dos livros no Brasil, em entrevista ao HuffPost.

“Foi um clássico quase que instantâneo. E a ideia desses lançamentos é retomar como a personagem abriu caminho para essa literatura feminina que fala da mulher nos dias modernos.”

“Bridget continua atual. A série aborda o que é ser adulto quando você mal consegue manter uma dieta balanceada. Todo mundo que mora sozinho sabe o que é isso”, diz Cleto.

bridget jones no limite da razao

Para Cleto, todas questões que a protagonista carrega – sobre vida profissional, autoimagem, relacionamentos, família, dietas – são sintomas de que Bridget Jones, além de bem humorada e divertida, é honesta com a vida e consigo mesma.

“Ela não vive como se estivesse em um contos de fadas. Ela comete erros. Passa por situações de ‘vergonha alheia’, mas você também já passou por algo parecido.”

bridget jones louca pelo garoto

A personagem nasceu em uma coluna em 1995 no jornal inglês The Independent. O objetivo era atingir mulheres modernas e urbanas em Londres. O sucesso foi tão grande que no ano seguinte as colunas foram transformadas em um romance.

Embora tenha sido bem recebido pela crítica, as vendas foram mornas. No ano seguinte, entretanto, com a edição em brochura, o sucesso foi enorme, devido principalmente a propaganda boca a boca.

o bebe de bridget jones

Serviço

LEIA MAIS:

- Prêmio literário para autores independentes dará R$ 20 mil para vencedor

- Brie Larson: 'Capitã Marvel é um grande símbolo para garotas'

- No Kindle, o que importa é o livro

Também no HuffPost Brasil:

Close
11 livros imperdíveis escritos por mulheres engraçadas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção