Huffpost Brazil

A emocionante carta de um garotinho que pediu a Obama para ajudar menino sírio

Publicado: Atualizado:
GAROTINHOSIRIA
Reprodução
Imprimir

O mundo se comoveu com as imagens que circularam no mês passado do pequeno Omran Daqneesh, um menino de apenas seis anos que aparece ferido e atordoado após a casa onde morava, em Aleppo, na Síria, ter sido bombardeada.

Não foi diferente com Alex, um garotinho americano de apenas seis anos. Ele ficou tão tocado com a cruel situação a qual Omran foi submetido que decidiu escrever uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Na carta, Alex pedia ao presidente que fosse a Síria buscar Omran e o levasse para viver com ele e sua família. "Ele será nosso irmão. Catherine, minha irmã mais nova, vai colecionar borboletas e vagalumes para ele", diz o garotinho na carta que foi lida por Obama no encontro das Nações Unidas para os refugiados.

"Eu vou dividir minha bicicleta com ele e ensiná-lo a pedalar", escreveu Alex. "Ele nos ensina muito", disse o presidente sobre o garotinho.

A guerra que assola a Síria já matou pelo menos 400 mil pessoas. Em 2015, cerca de 45% das crianças refugiadas sob a proteção da Acnur haviam chegado da Síria e do Afeganistão.

Um estudo divulgado recentemente pela Unicef aponta que 28 milhões de crianças foram expulsas de suas casas e fogem de guerras, perseguições e violência.

LEIA MAIS:

- Mundo tem 50 milhões de crianças expulsas de suas casas, diz Unicef

- ASSISTA: Brincadeira de menina síria é interrompida por bombardeio em Aleppo

Também no HuffPost Brasil

Close
Fotógrafo registra locais precários onde crianças refugiadas dormem
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção