Huffpost Brazil

Subindo nas pesquisas e acusado de invadir terreno, Doria foi principal alvo dos candidatos no debate do SBT

Publicado: Atualizado:
CANDIDATOS
HuffPost Brasil
Imprimir

Em menos de dois meses de campanha, o cenário para eleger o próximo prefeito de São Paulo teve uma reviravolta. Antes favorito, Celso Russomano (PRB) vem desitrando nas pesquisas (perdeu nove pontos percentuais). João Doria (PSDB), desconhecido da população, utilizou bem o tempo de TV e cresceu nas pesquisas - ele está liderando na última pesquisa do Datafolha, com 25%. Crescendo na disputa, o empresário, que não gosta ser tachado de político, foi o alvo principal no debate organizado pelo SBT, Folha e UOL.

A candidata Marta Suplicy (PMDB), que aparece tecnicamente empatada com Russomano e Doria nas primeiras colocações, e a representante do PSOL, Luiza Erundina, lideraram as ofensivas contra o tucano. O alvo principal foi a denúncia revelada na última semana de que Doria teria invadido parte de um terreno público de 400 metros quadrados, localizado em Campos do Jordão, mesmo com os frequentes pedidos de devolução na Justiça estadual.

Luiza Erundina questionou o candidato sobre as denúncias. Em um primeiro momento, o tucano se negou a abordar o assunto. "Nós não estamos concorrendo para a prefeitura de Campos do Jordão, Erundina. Estamos falando de São Paulo", disse o candidato.

Erundina rebateu e afirmou que problemas na Justiça envolvendo o candidato são sim de interesse da população.

No fim do debate, Doria foi orientado pelos assessores a voltar ao assunto, já que a Justiça determinou nesta sexta-feira a devolução imediata da área pública. Em um meaculpa, o tucano disse que iria cumprir a lei. "Atendo e sou obediente à lei. Já mandei devolver o terreno. Estou agindo de forma correta."

Diferente dos primeiros debates, onde procurou o confronto, Doria mudou de postura. Com melhores resultados nas pesquisas, preferiu fugir dos conflitos, optando por perguntas a candidatos como Major Olímpio, que aparece com apenas 2% das intenções de voto.

Marta no ataque

Marta, ao contrário de Doria, preferiu o confronto direto. Durante todo o debate, fez questão de atacar o jargão do tucano nestas eleições: "Não sou político, sou um empresário", repete constantemente. Mas foi com Fernando Haddad (PT), que Marta fez suas principais discussões. Em uma das perguntas, Haddad pleiteou a idéia da criação dos CEUs em São Paulo, marca registrada do governo de Marta, do qual o petista fez parte como secretário.

A candidata logo rebateu:

Durante as perguntas dos jornalistas, a candidata também enfrentou uma saia justa. Foi questionada sobre as críticas que Andrea Matarazzo, seu vice, fez há 10 anos afirmando que a ex-prefeita deixou o caixa da prefeitura quebrado. Marta afirmou que ele mentiu.

Em quarto e quinto lugar nas pesquisas, respectivamente, Haddad e Erundina foram preteridos nas interações com os outros candidatos. Até mesmo Russomano, que antes liderava as intenções, esteve mais apagado durante o debate. No final do evento, durante entrevista ao HuffPost Brasil, o candidato do PRB justificou o porquê de sua candidatura ter perdido voto nas últimas semanas. "Eu sou um dos candidatos que menos tem tempo na TV e isso influi muito. É normal eu ter perdido votos nesta semana, mas ainda estou confiante no segundo turno", afirmou.

Confira as principais frases dos candidatos:

Celso Russomano (PRB)

"Haddad, você precisa ir mais para a rua. Ver a realidade da cidade"

Fernando Haddad (PT)

"Nunca abandonei o PT. O lado que eu estou é o mesmo e sempre será. Quem se esconde é a Marta, que apoia o governo Temer e vai votar a favor da PEC que congela os gastos públicos por 20 anos em educação e saúde".

João Doria (PSDB)

"O PSDB não é um partido que promove a corrupção. Apenas apuramos os casos"

Luiza Erundina (PSOL)

"Doria, como empresário o senhor deve gostar muito de caviar"

Major Olímpio (SD)

"Doria, o senhor vai romper com os corruptos do seu partido?"

Marta Suplicy (PMDB)

"Você parece que faz tudo, Haddad. Fico até constrangida"

Close
Eleições de SP em 2016: Debate do SBT
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual