Huffpost Brazil

Rafael Greca (PMN), candidato que lidera pesquisas em Curitiba (PR), diz que 'vomitou por sentir cheiro de pobre'

Publicado: Atualizado:
RAFAEL GRECA
Divulgação
Imprimir

O ex-prefeito de Curitiba e líder na mais recente pesquisa Ibope para a prefeitura da cidade, Rafael Greca (PMN) pediu desculpas por afirmar "que vomitou ao sentir o cheiro de um pobre".

A fala foi durante uma sabatina promovida na noite da última quinta-feira (22) pelo jornal Bem Paraná e pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). A declaração foi dada em resposta a uma pergunta formulada por um professor da universidade sobre políticas públicas para atender aos moradores de rua da cidade.

O candidato disse:

"Eu coordenei o albergue Casa dos Pobres São João Batista, aqui do lado da Rua Piquiri, para a igreja católica durante 20 anos. E no convívio com as irmãs de caridade, eu nunca cuidei dos pobres. Eu não sou São Francisco de Assis. Até porque a primeira vez que eu tentei carregar um pobre no meu carro eu vomitei por causa do cheiro"

O homem que ajudou, segundo ele, "era muito sujo": "Até quando cheguei ao albergue a freira me disse: 'Lavo o doutor primeiro ou lavo ou ele?'", continuou o candidato.

Assista ao vídeo da sabatina:

As desculpas

Nesta sexta (23), Greca fez um post no Facebook esclarecendo o ocorrido na sabatina e pedindo desculpas pela fala: "Não usei a palavra "pobre" no sentido de classe social. Aqui, meu pedido de perdão com sinceridade, respeito e amor", escreveu.

A assessoria de imprensa do candidato também enviou uma nota de esclarecimento à imprensa:

"Peço perdão pelas minhas palavras. Não tive a capacidade de explicar a dificuldade que vivi ao tentar realizar o trabalho de resgate social na minha juventude. Mais uma vez, descontextualizam o que falo para tentar enganar as pessoas. Ontem, durante a Sabatina na PUC, ao exaltar o difícil trabalho dos educadores sociais e das irmãs de caridade, comentei sobre o quão difícil é essa missão. Com sinceridade disse que não tenho a capacidade desses profissionais para o resgate, mas que acima de tudo, admiro, respeito, faço e farei o possível e impossível para mudar o quadro de abandono nas ruas. Peço que me perdoem pela falta de clareza do discurso. Não me interpretem mal."

Segundo informações da Folha de São Paulo, o tema sobre moradores de rua tem ganhado importância nesta reta final de campanha em Curitiba.

Segundo levantamento divulgado em junho pela FAS (Fundação de Ação Social), órgão da prefeitura, a capital do estado possui 1.700 moradores de rua.

No entanto, este número tem sido questionado por Greca e outros candidatos de oposição, que acreditam que a quantidade é maior ao que foi divulgado.

Na pesquisa Ibope divulgada na segunda-feira (19), Rafael Greca apareceu na liderança, com 45% da intenção dos votos dos eleitores da capital paranaense.

Em segundo está o atual prefeito Gustavo Fruet (PDT), que tem 16% e Requião Filho (PMDB) com 8%. Os candidatos Ney Leprevost (PSD) e Maria Victória (PP) aparecem empatados com 6% e Tadeu Veneri (PT) tem 4%.

LEIA MAIS:

- Subindo nas pesquisas, Doria foi alvo dos candidatos no debate do SBT

- STF autoriza investigação preliminar sobre Temer na Lava Jato

MAIS NO HUFFPOST BRASIL:

Close
Os defensores de Eduardo Cunha
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção