Huffpost Brazil

Ponte no DF deixará de homenagear estudante morto na ditadura

Publicado: Atualizado:
PONTE HONESTINO GUIMARES
GDF
Imprimir

Uma ponte no Distrito Federal que deixou de ter o nome do presidente da ditadura Costa e Silva para homenagear o estudante da Universidade de Brasília morto na ditadura Honestino Guimarães vai ter o nome trocado novamente.

A Justiça do DF atendeu uma ação popular que alega vício de origem no projeto de Lei que determinou a troca de nome. A justificativa é que não houve audiência pública para discutir o assunto. A Justiça entendeu ainda que já existe outro prédio público com o mesmo nome, o Museu da República Honestino Guimarães.

A ponte, porém, não deverá voltar a se chamar Costa e Silva. Isto porque, segundo o juiz Carlos Frederico Maroja de Medeiros, a ponte não pode ter o nome de um ditador.

Na semana passada, um grupo organizou uma manifestação para que a ponte volte a ser chamada de Costa e Silva. De acordo com os organizardes, a troca de nome teve como objetivo “apagar a lembrança do presidente Costa e Silva e reduzir sua importância política na história do Brasil”.

LEIA TAMBÉM:

- Costa e Silva Nunca Mais: Ponte no DF homenageará estudante morto na ditadura

- Brasilienses exigem mudança de nome da ponte Costa e Silva

Mais no Brasil Post:

Close
A ditadura militar no Brasil
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção