Huffpost Brazil

Após críticas na TV, Temer telefona para Faustão e explica mudanças na educação

Publicado: Atualizado:
TEMER FAUSTO
Montagem / AGPT / Facebook
Imprimir

Após ter sido criticado durante o programa de televisão Domingão do Faustão, o presidente Michel Temer telefonou para o apresentador Fausto Silva para explicar os motivos de editar uma medida provisória com a reforma do Ensino Médio, de acordo com o Blog do Josias.

Segundo o blog do UOL, Temer conversou com o apresentador nesta segunda-feira (26) em um tom amistoso. Ele explicou que as mudanças estão sendo debatidas há alguns anos e que o conteúdo obrigatório será definido por meio da Base Nacional Curricular Comum (BNCC).

Durante uma conversa com o ginasta Diego Hypólito exibida no domingo (25), Faustão falou sobre a controversa reforma educacional proposta por Temer na última semana.

"Os caras iam tirar a educação física [do currículo escolar]. Essa porr* desse governo nem começou, não sabe se comunicar e já faz a reforma sem consultar ninguém. Então, o país que mais precisa da educação, faz uma reforma com cinco gatos pingados, que não sabem porr* nenhuma, e querem tirar a educação física, que é fundamental na formação do cidadão.”

Na quinta-feira (22), Temer e o ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciaram uma reforma do Ensino Médio com expansão do ensino em tempo integral e a flexibilização do currículo escolar a partir de 2018.

Segundo o Ministério da Educação, metade da grade será de livre escolha do aluno entre cinco ênfases: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional. O tempo de estudo passa de 800 para 1.400 horas.

O texto da MP, que precisa ser aprovada pelo Congresso em aproximadamente 120 dias, retirou a obrigatoriedade de disciplinas como arte e educação física, mas a intenção do MEC é que essa questão seja definida pela BNCC, prevista para ser finalizada no segundo semestre de 2017.

LEIA TAMBÉM

- 'Os PMs do Carandiru merecem repouso e meditação', disse Temer na época do massacre

- Site do Ministério da Saúde é hackeado com críticas a Temer

Também no HuffPost Brasil:

Close
Manifestantes contra Temer voltam às ruas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção