Huffpost Brazil

Tirar selfie na hora de votar é proibido e pode acarretar prisão do eleitor

Publicado: Atualizado:
SELFIE VOTO
Fazer selfie na urna é proibido por lei | Reprodução/Youpix
Imprimir

Em 2014 foi um show de selfies e fotos da urna eletrônica declarando o voto.

Mas pode isso? Não, a regra é clara.

O parágrafo único do artigo 91 da Lei eleitoral é taxativo:

"Fica vedado portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas e filmadoras, dentro da cabina de votação.

O item foi incluído na legislação em 2009. Violar o sigilo do voto tem pena de até dois anos de prisão.

A foto do voto ou dentro da cabina eleitoral pode ainda ser interpretada como boca de urna, que também é crime.

Neste caso, a pena é de prisão de seis meses a um ano ou prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período. A multa vai de R$5 mil a R$15 mil.

Em 2014, na disputa presidencial, o então presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli, ressaltou que o temor da Justiça é que os eleitores sejam coagidos a votar em determinado candidato e tirem a foto para provar o voto.

“O que mais preocupa a Justiça Eleitoral não é a vaidade que a pessoa tem ali na hora de tirar a foto, mas a situação em que a pessoa é coagida a levar um elemento de prova àquele que a coagiu de que ela votou naquele candidato”, afirmou à época.

Close
Selfies na Urna
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

LEIA MAIS:

- Tudo o que você não pode esquecer de levar no dia da eleição

- Eleições 2016: Descubra onde é o seu local de votação

- Onde pode e onde não pode vender bebida alcóolica nas eleições

- O que está e o que não está permitido no dia da eleição