Huffpost Brazil

PSOL e PT ficam de fora e segundo turno em Porto Alegre será entre Marchezan e Melo

Publicado: Atualizado:
PORTO ALEGRE
Marchezan (PSDB) e Melo (PMDB) estão no 2º turno | Reprodução
Imprimir

A ex-presidenciável Luciana Genro (PSOL) começou a campanha como favorita para a prefeitura de Porto Alegre. Dois meses depois, o cenário surpreendeu. O candidato do PSDB, Nelson Marchezan Junior (PSDB) teve um crescimento surpreendente. Com 95,5% das urnas apuradas, ele ficou em primeiro lugar no primeiro turno com 29,4% dos votos válidos. O candidato da situação e vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, terminou o primeiro turno na segunda colocação, com 26,1%.

Deputado federal, Nelson Marchezan começou a campanha na quinta colocação nas pesquisas. Nas últimas semanas, a candidatura do tucano mostrou uma trajetória de crescimento. Já o candidato do PMDB, foi vice na gestão do atual prefeito da capital gaúcha, José Fortunati (PDT). Antes de disputar a chapa majoritária, Melo, natural de Goiás, foi vereador em Porto Alegre.

Os candidatos de esquerda, que apareciam bem colocados nas primeiras pesquisas, tiveram uma queda no dia da eleição e ficaram de fora do segundo turno. O candidato do PT, Raul Pont, terminou a eleição com 16,4%. Ex-prefeito de São Paulo, era a esperança dos petistas para voltar a conquistar a capital gaúcha, que há 12 anos não governa.

Já Luciana Genro, do PSOL, contava com o recall da eleição de 2014, quando disputou a eleição presidencial pelo seu partido, para tentar se eleger como primeira prefeita de Porto Alegre. Com tempo de TV de 12 segundos, a candidatura de Genro desidratou e terminou com 12%.

LEIA MAIS:

- Eleições 2016: ACM Neto é reeleito em Salvador, com 74% dos votos

- Candidato que 'vomitou por cheiro de pobre' vai para 2º turno em Curitiba

Também no HuffPost Brasil

Close
Eleições de SP em 2016: Debate do SBT
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção