Huffpost Brazil

Em BH, o tucano João Leite sai na frente e vai para o segundo turno com Kalil

Publicado: Atualizado:
JOO LEITE
Montagem/Nitro/Reprodução
Imprimir

A disputa mais futebolística do país vai ao segundo turno com dois torcedores do Atlético Mineiro. Com 95% das urnas apuradas, o tucano João Leite (PSDB) saiu na frente, com 33,5% dos votos, e o candidato do PHS, Alexandre Kalil, que teve 26,5% estão no segundo turno pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Este cenário traz pelo menos duas novidades para o histórico da capital mineira: o partido do governador do estado, Fernando Pimentel, o PT, que costuma ir bem, ficou fora da disputa e o PSDB, do senador Aécio Neves, voltou a ganhar espaço entre os mineiros.

No segundo turno da eleição presidencial de 2014, Aécio perdeu em Minas para candidata petista Dilma Rousseff. Reginaldo Lopes, candidato do PT, teve apenas 7% dos votos e ficou em quarto lugar na corrida pela prefeitura. Desta vez, a arrancada do tucano sinaliza que o PSDB volta a ter domínio entre os mineiros.

Deputado estadual por seis mandatos consecutivos, João Leite foi goleiro do Atlético Mineiro e chegou a defender a camisa da Seleção Brasileira. Pela manhã, ele pediu apoio da população em um possível segundo turno.

"Quero agora que, num possível segundo turno, a população me dê essa oportunidade de administrar a cidade do meu coração, a cidade da Serra do Curral. (…) Quero agradecer muito a Belo Horizonte e obrigado a vocês também que estiveram presentes no momento muito importante para a cidade e para o Brasil. A mudança do nosso país começa às vezes pelas nossas cidades”, afirmou ao Estado de Minas.

Adversário do tucano, Alexandre Kalil representa uma nova força política que surge no estado e foge da polarização entre PT e PSDB. Esta é a primeira vez que ele disputa um cargo eletivo.

Ex-presidente do Atlético Mineiro, Alexandre Kalil afirmou pela manhã que não poderia “morrer sem essa caminhada” e que é uma oportunidade rara para o povo de Belo Horizonte ter uma opção diferente.

“Foi uma aventura, mas uma aventura bacana. O acolhimento me impressionou. O pessoal mais humilde pede pouco e está muito abandonado”, disse, segundo o Estado de Minas.

LEIA TAMBÉM:

- Moro é aplaudido por eleitores durante votação em Curitiba

- Boca de urna: Doria, 48%, e Haddad, 20%, vão para 2º turno, diz Ibope

- PM gaúcha agride jornalistas durante voto de Dilma em Porto Alegre

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Eleições municipais 2016
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção