Huffpost Brazil

Por que você ~deve~ comprar o primeiro livro de Caio Castro

Publicado: Atualizado:
CAIO CASTRO
Castro no Rock in Rio Lisboa | Globo Livros
Imprimir

Caio Castro lançou recentemente seu primeiro livro, É por Aqui que Vai pra Lá, pela Globo Estilo, selo da Globo Livros.

Talvez você esteja pensando: "Caio Castro? Lançando um livro? Que inesperado".

Pois é. Ele lançou.

O ator paulista de 27 anos uniu na publicação fotos de várias viagens que ele fez pelo mundo em um "ano sabático", após quatro de trabalho puxado em novelas da TV Globo.

Caio sentiu que precisava sair de sua zona de conforto e se conhecer melhor - daí o motivo das viagens acontecerem. O galã passou por cidades como Los Angeles, Tóquio e Paris. Chegou a dar um rolê pela Amazônia também.

"Foi um ano animal para mim", escreveu o astro. "Eu passei a me conhecer melhor e foi ali que, de verdade, eu descobri quem eu era. Entendi melhor minhas vontades e principalmente meus medos."

Um dos vários fatos curiosos relacionados ao livro de Caio é o de ele não gostar de ler. "Cansa a vista", disse em entrevista à Veja.com.

caio castro paris
O galã global curtindo em Paris

À Tribuna da Bahia, ele se explicou: "Na verdade, não gosto de qualquer leitura, curto assuntos relacionados à física e astronomia, inclusive já li várias obras".

O livro foi lançado com pompa: a tiragem é de 25 mil cópias e, a edição, de capa dura.

Caio diz que a obra do cultuado fotógrafo Sebastião Salgado lhe serviu de inspiração.

"Eu comecei a comprar uns livros dele e isso me deu muita vontade de viajar", disse ao Yahoo!

"Espero que as pessoas comprem o meu e sintam essa mesma vontade que eu senti, de experimentar uma vida mais simples, conhecendo gente, outros idiomas."

O Sensacionalista, como sempre, não perdeu a chance de fazer uma brincadeira:


Além das fotos, o ator compartilha histórias de aventuras no mínimo inusitadas no livro.

Houve, por exemplo, a vez em que ele fez snowboard no Colorado, tomou um tombo e quebrou o punho. Após ser atendido em um hospital, ele foi embora sem pagar a conta de R$ 8 mil, por não ter o dinheiro naquele momento.

O ator escreveu: "Eles falaram que iam mandar a cobrança pelo correio. Acabei dando um endereço qualquer. Teria que resolver isso mais pra frente".

Caio não esclarece se pagou a conta ou não.

Em outro trecho, ele fala sobre a vez em que, no Japão, aconteceu o misterioso desaparecimento de alguns pertences e dinheiro, após levar uma brasileira ao quarto dele no hotel em que estava hospedado.

"Lembro que, quando cheguei, tirei tudo do bolso, celular, chave, carteira, e num dos bolsos tinha dinheiro, que deixei em cima do criado-mudo", conta.

"Quando acordei, ela já tinha ido embora e o dinheiro tinha sumido. Fiquei numa dúvida enorme, ficou o mistério. Mas deixei essa história pra lá."

Pasme, mas ele teve que trabalhar durante as viagens. Precisando pagar contas, ele teve uma ideia para solucionar o problema: em Washington, ele foi convidado para ser o "embaixador" de uma festa brasileira.

"Pensei que poderia fazer o mesmo no Japão e em outros lugares que fosse, e deu certo. E procurava os responsáveis pelas festas de brasileiros e propunha uma parceria", explica.

"É o mesmo esquema de fazer aparições VIP em festas no Brasil, mas eu fazia para a comunidade brasileira no país onde eu estivesse. E sempre funcionava, e era bom para todos."

Os eventos de lançamento de É por Aqui que Vai pra Lá têm diversos acontecimentos curiosos também.

Como mostrou o Ego no último dia 26, uma fã de Belém tatuou o título do livro no braço:

caio castro

Além disso, o R7 diz que o galã "impôs regras meio arrogantes" para os eventos de lançamento.

Para participar das tardes de autógrafo, por exemplo, você precisa ter o livro. Podem participar, no máximo 700 pessoas - e há distribuição de senhas intransferíveis.

Ele divulgou as "regras" no Facebook. Veja algumas (via R7):

  • Uma vez chamada a senha imediatamente posterior ao seu número, em razão da ordem numérica de atendimento, o portador deverá retornar ao final da fila para esperar o atendimento;
  • A apresentação da senha é obrigatória. No caso de extravio da senha, esta não será substituída e o portador perderá o direito de participar da sessão de autógrafos;
  • Fotos serão feitas por um fotógrafo e postadas aqui na minha página em um álbum, para que todos possam ter acesso.

Mas pelo menos aparentemente, Caio está satisfeito com o resultado.

O ator disse em entrevista ao Yahoo!: "A viagem veio como um alívio, um banho para eu tirar toda aquela sujeira que estava me incomodando e que ficava em mim, uma higiene mental".

Na mesma entrevista, ele contou que já tem um novo livro para lançar. E tem também uma inspiração: a pintora mexicana Frida Kahlo.

E aí? Curioso para ler o primeiro livro de Caio Castro? Parece estar ~imperdível~.

É por Aqui que Vai pra Lá tem 144 páginas e custa R$ R$ 39,90. Veja mais fotos abaixo:

Close
'É por Aqui que Vai pra Lá': Caio Castro registra viagens em 1º livro da carreira
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual


LEIA MAIS:

- Agora vai? Livro 'O Alquimista', de Paulo Coelho, será adaptado para o cinema

- Livros de 'Bridget Jones' invadem prateleiras com novas capas; Confira

- Quer saber onde foi parar a atriz de ‘Matilda'? Ela mesma é quem vai te contar