Huffpost Brazil

Lula é indiciado por propina de R$ 20 milhões para sobrinho, diz revista

Publicado: Atualizado:
BRESIL LULA CORRUPTION
Brazil's Former President Luiz Inacio Lula da Silva speaks at a rally in defense of public companies and against Brazil's interim President Michel Temer in Rio de Janeiro, Brazil, Monday, June 6, 2016. Lula criticized Brazil's interim president Temer and defended Petrobras, the state run oil company which was once a symbol of Brazil's prosperity and is now at the center of a corruption investigation. (AP Photo/Felipe Dana) | AP
Imprimir

A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção pelas evidências de manipular R$ 20 milhões em propina mascarada em contratos da empreiteira Odebrecht com a empresa Exergia, cujo sócio era Taiguara Rodrigues dos Santos, seu sobrinho.

As informações são de reportagem da revista Época.

A PF concluiu que os contratos de Taiguara só foram concretizados devido ao parentesco com Lula. Documentos da empresa citam o ex-presidente.

Taiguara e sete executivos da empreiteira, incluindo Marcelo Odebrecht, foram indiciados por corrupção e lavagem de dinheiro.

O indiciamento é resultado de cinco meses de investigação da Operação Janus, um desdobramento do inquérito aberto em julho de 2015, a pedido da Procuradoria da República no Distrito Federal para apurar suposto tráfico de influência internacional do ex-presidente.

Em maio, a PF cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços de Taiguara em Santos, onde foi encontrado uma espécie de diário no computador do sobrinho de Lula em que ele relatava reuniões suspeitas. Também foram detectadas mensagens de celular.

Após os encontros envolvendo Lula, a empresa de Taiguara firmou contratos bilionários com a Odebrecht em Angola, financiados com dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O indiciamento também foi confirmado pela GloboNews. De acordo com a emissora, a assessoria do Instituto Lula informou que a defesa não teve acesso ao documento e negou irregularidades nas contas do ex-presidente.

Conforme revelou a revista Época, Lula fazia lobby para a empreiteira sob o pretexto de palestras, usando o status de ex-presidente para viabilizar obras fora do país bancadas pelo banco público.

LEIA TAMBÉM

- Doria rebate ataques de Lula: 'Vou visitá-lo em Curitiba'

- 'Não importa se a propina alcance milhares ou milhões de reais', diz Moro sobre Lula

Também no HuffPost Brasil:

Close
Momentos históricos da vida de Lula
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção