Huffpost Brazil

'Alters': Quadrinho de super-herói pode ser o primeiro a ter uma protagonista transexual

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Uma nova série de história em quadrinhos de super-heróis, lançada recentemente, é descrita como a primeira feita para o grande público a ter uma personagem transexual como seu protagonista.

Alters é um projeto publicado pela AfterShockComics, que está engajada em relatar histórias que incluem diversidade, mas também tem o compromisso de buscar diversidade entre os profissionais que criam as séries.

A história deste gibi acontece em um mundo onde está emergindo um novo tipo de mutante: os Alterations, ou Alters. Nossa protagonista, Chalice, descobre que é um Alter quando inicia sua transição pessoal de homem a mulher.

capa

“Acho que é importante para as pessoas se verem refletidas na mídia, e isso raramente acontece conosco, as pessoas trans”, disse ao Huffington Post a colorista de Alters, TamraBonvillain.

“Penso também que, se tivermos mais e mais exemplos de pessoas trans, o conceito do transexual vai começar a ser visto como mais normal pelas pessoas em geral.”

O HuffPost conversou mais com Bonvillain e o roteirista Paul Jenkins sobre a gênese de Alters e o que a equipe gostaria que os leitores tirassem desta poderosa narrativa.

The Huffington Post:Conte-nos um pouco sobre Alters. Como a HQ surgiu? O que os leitores podem esperar?

Paul Jenkins: Alters vem sendo criado há bastante tempo. Vários anos atrás tive a ideia de uma série envolvendo pessoas que estão em desvantagem na nossa sociedade, de alguma maneira, e que desenvolvem superpoderes.

O foco seria sobre o choque entre hipervantagem e desvantagem – ou seja, as histórias enfocariam a pessoa que está no meio. E essa é a ideia que está à base de Alters. Nossa personagem principal, Chalice, é transgênero, mas há muito mais que isso.

Há um personagem que sofre de paralisia cerebral, outro que vai enfrentar depressão e ainda outro que é sem-teto.

Acho que essas histórias vão possibilitar que os leitores reflitam sobre os problemas que nossos personagens enfrentam e pensem no contraste entre a situação pessoal de cada um e seus poderes.

hq

O que uma criança ou adolescente que pode estar questionando sua própria identidade de gênero pode aprender com esta HQ?

TamraBonvillain: Já ouvi muitos transgêneros dizerem que, quando eram mais jovens, não sabiam que existiam transgêneros. Ao verem um exemplo, isso talvez ajude a mostrar às crianças que isso é possível e que elas não são as únicas, não estão sós.

hq

O que os cisgêneros podem aprender com esta HQ?

Jenkins: Eu espero que os leitores ganhem duas coisas com a leitura do gibi: que se divirtam e que sejam levadas a refletir. Em um nível, Alters é uma HQ divertida sobre uma heroína bacana que combate um vilão maníaco. Ela é forte, poderosa e faz parte de um time de heróis singulares.

Mas espero que Alters também acrescente algo de positivo à discussão em curso neste país sobre a identidade transgêneros. Que fique claro: não podemos de jeito nenhum afirmar que de alguma maneira representamos as experiências das pessoas trans. O máximo que eu posso fazer é ouvir, aprender e me esforçar para escrever histórias interessantes que tratem esse tema com sensibilidade.

Posso afirmar que durante o tempo que passei pesquisando o assunto e escrevendo o gibi, aprendi muitíssimo com as muitas pessoas trans que me deram suas colaborações. Investi muito tempo e esforço em minha pesquisa, e isso vai continuar a ser feito para todas as situações que vamos cobrir em Alters.

transsexual

O que mais podemos esperar de você no futuro?

Jenkins: Recentemente lancei um romance novo pela St. Martin’s Press intitulado Curioddity. É a história de uma pessoa que está reaprendendo a enxergar toda a magia que existe à sua volta.

Agora estou trabalhando sobre meu próximo romance, e é claro que teremos números novos de Alters todo mês.

Além disso, trabalho com várias outras mídias, como cinema e animação, então ando super ocupado.

Quer dar uma olhada em Alters? Veja aqui:

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Uma questão de saúde pública: O drama das travestis e transexuais do Brasil

- Este menino quis ser a 'menina do desfile'. E sua mãe escreveu um livro sobre isso

- Mulher-Maravilha é bissexual, defende roteirista das HQs

Também no HuffPost Brasil:

Close
A beleza das crianças transgêneras
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção