Huffpost Brazil

Caloteiro? Cabos eleitorais de Russomanno reclamam de falta de pagamento

Publicado: Atualizado:
Imprimir

celso russomanno

Dezenas de cabos eleitorais do candidato derrotado à prefeitura de São Paulo, Celso Russomano (PRB), acusam o político de calote. Eles foram contratados para trabalharem por dez dias pelo valor R$ 750, mas afirmam que não receberam pelo serviço. As informações da rádio CBN.

Os trabalhadores foram contratados para distribuírem os tradicionais "santinhos" e bandeiras da candidatura de Russomanno. Ontem, os trabalhadores foram até a sede do PRB, na Liberdade, para reclamar, mas a sede estava fechava. O pagamento estava prometido para o dia 30 de setembro e não até então não receberam.

O contrato feito com a prestadora Qualit previa seis horas de trabalho diários, mas reclamam ainda de não terem recebido alimentação nem vale-transporte, ainda de acordo com a reportagem.

Alberto Saraiva, um dos coordenadores da campanha de Russomanno na capital, reconheceu o atraso em fala à rádio e prometeu resolver o problema. "Fugiu do controle por conta da greve dos bancos. TED, essas coisas... Se a numeração não estiver absolutamente correta, o banco devolve".

LEIA TAMBÉM:

- Debate da Globo definiu os seis perfis de prefeito que você pode escolher para São Paulo

- Políticos não aprendem: Eleição em SP começa com muito ataque e pouca proposta

- Com voto de Gilmar Mendes, STF libera Russomanno para disputar Prefeitura de São Paulo

Também no HuffPost Brasil

Close
Eleições de SP em 2016: Debate do SBT
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção