Huffpost Brazil

Após tiroteio em UPP, Beltrame pede demissão da secretaria de segurança do Rio

Publicado: Atualizado:
BELTRAME
Brazil Photo Press/CON via Getty Images
Imprimir

O secretário de segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, pediu demissão do cargo. Ele entregou a carta de saída ao governador interino Francisco Dornelles e ao governador licenciado, Luiz Fernando Pezão. Segundo o jornal O Globo, a decisão já era cogitada há mais de dois anos. No entanto, o tiroteio nas UPPs Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, na última segunda-feira, acabou acelerando a saída de Beltrame.

A guerra na zona sul durou mais de duas horas e acabou com um comandante da Polícia Militar da UPP ferido. A saída de Beltrame foi confirmada pela Secretaria, que informou que o atual secretáro fica no cargo até o fim do segundo turno das eleições de 2016.

Gaúcho, de Santa Maria, José Mariano Beltrame está na Secretaria de Segurança desde 2007. Beltrame foi responsável por criar e implantar todas as Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio de Janeiro, que assumiu a segurança em diversas comunidades no Rio de Janeiro.

Com a crise econômica do Rio de Janeiro, a pasta de Segurança do Rio de Janeiro sofreu com a falta de recursos nos últimos anos. Beltrame, inclusive, já havia reclamado publicamente da situação do Estado. "Já pensei várias vezes em largar o cargo", disse o secretário em junho deste ano, antes da Olimpíada do Rio 2016.

O cotado para assumir o cargo é o subsecretário de Planejamento e Integração Operacional, Roberto Sá.

Novo secretário

O sucessor cotado para substituir Beltrame, Roberto Sá, é de Barra do Piraí, no Vale do Paraíba. Sá é formado em Direito pela PUC-Rio e começou a carreira na polícia na Escola de Formação de Oficiais da Polícia Militar, em 1983. Conseguiu todas as promoções até o posto de tenente-coronel e, depois, ingressou na Polícia Federal.

Também no HuffPost Brasil

Close
Copa UPP, onde o futebol reina entre PMs e comunidades do Rio
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção