Huffpost Brazil

Bob Dylan vence o Prêmio Nobel de Literatura 2016

Publicado: Atualizado:
BOB DYLAN SHOW
Kevin Winter via Getty Images
Imprimir

Bob Dylan foi anunciado nesta quinta-feira (13) o ganhador do Prêmio Nobel de Literatura 2016. A escolha do cantor e compositor norte-americano, de 75 anos, foi divulgada em um evento no salão da Bolsa da cidade de Estocolmo, na Suécia.

Tido como um dos maiores nomes da música do século 20, Dylan lançou diversos livros ao longo dos seus mais de 50 anos de carreira, principalmente de poesia.

Reconhecido pelo lirismo de suas letras, o autor era cotado havia anos para o Nobel, mas não estava entre as principais apostas deste ano. O escritor queniano Ngũgĩ wa Thiong'o e o autor japonês Haruki Murakami eram os favoritos em 2016.

Além do título, Dylan receberá 8 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 2,9 milhões).

A secretária-geral da Academia Sueca, Sara Danius, declarou que Dylan foi escolhido "por criar uma nova expressão poética na tradicional canção americana". "Como artista, foi altamente versátil e trabalhou como pintor, ator e autor de roteiros", recordou.

Assista ao vídeo do anúncio:

Entre as canções mais celebradas do músico e compositor estão:

Like a Rolling Stone

Blowin' in the Wind

Subterranean Homesick Blues

Nascido em Minnesota, Bob Dylan lançou seu primeiro disco, que leva seu nome no título, em 1962. Entre trabalhos de inéditas, coletâneas e registros de shows, ele lançou oficialmente 69 álbuns. O mais recente é Fallen Angles, lançado em 2016.

O primeiro livro de Dylan foi a coletânea de poesias experimentais Tarantula, de 1971. Writings and Drawings foi o segundo. Lançada em 1973, reúne textos e desenhos.

O americano é também autor do best-seller autobiográfico Chronicles : Volume One, de 2004. O projeto inicial dava conta de uma autobiografia com outras duas continuações, ainda não editadas.

As obras dele traduzidas no Brasil são: Tarântula, publicada em 1986 pela editora Brasiliense; Crônicas - Vol.1, publicado em 2005 pela Planeta; Forever Young, lançada em 2009 pela Martins Fontes; e O Homem deu Nome a Todos os Bichos, publicado em 2012 pela Nossa Cultura.

LEIA MAIS:

- Gabriel Bá e Fábio Moon vencem pela 2ª vez prêmio Eisner, o 'Oscar dos quadrinhos'

- Onde estão as mulheres da literatura?

Também no HuffPost Brasil:

Close
17 capas de livros clássicos em recriações fantásticas de artistas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção