Huffpost Brazil

Carlos Lupi, ex-ministro de Dilma e Lula, quer PT humilde em 2018: 'Hora de cair na real'

Publicado: Atualizado:
Imprimir

lula crying

"É a hora de o PT recuar, ter humildade e apoiar o Ciro Gomes. A gente também tem que ser apoiado".

A fala é de Carlos Lupi, presidente do PDT e ex-ministro dos governos Lula e Dilma, em entrevista à Folha de S. Paulo. Para ele, o Partido dos Trabalhadores precisa "cair na real", já que seus resultados eleitorais foram sofríveis nas últimas eleições.

A aposta de Lupi está acorada nas urnas. O PDT elegeu 332 prefeitos no Brasil, com crescimento de quase 10% em comparação a eleição anterior. O PT, por sua vez, elegeu 255 prefeitos no primeiro turno, perdendo o posto de legenda de centro-esquerda com maior número de prefeituras. O mesmo aconteceu com os vereadores: o PDT tem 3.749 vereadores com mandato garantido para os próximos quatro anso, ante os 2.797 do PT.

Ainda de acordo com reportagem da Folha, os afagos de Lula ao PDT e de Ciro ao ex-presidente são sinais de que há a chance de o PT se afastar de um candidatura principal para as próximas eleições presidenciais. O presidenciável Ciro Gomes, do PDT, tem defendido os ex-presidentes Lula e Dilma publicamente. Incluindo em casos relacionados com a Lava Jato.

E o PT consegue arrumar a casa?

lula crying


Reportagem desta quarta-feira (12) do HuffPost
mostra que o PT vai tentar mudar a direção que a legenda tomou nos últimos anos. A pouco mais de duas semanas do segundo turno, o resultado das eleições municipais vem sendo encarado como a pá de cal que o Partido dos Trabalhadores precisava para se reinventar. O resultado foi pior que o esperado, na avaliação de integrantes de Executiva. Foram conquistadas apenas 251 prefeituras ante 630 das eleições de 2012.

Desde o fim do primeiro turno, o grupo que comanda a legenda tem se reunido para redesenhar o futuro da sigla. Nas avaliações internas, o PT voltou ao patamar dos anos 1990. A principal mudança já definida é a troca da presidência da legenda.

Para alguns petistas ouvidos pelo HuffPost Brasil, é preciso adotar a tática do futebol: quando um time não está indo bem, é preciso trocar o técnico. No caso, o técnico é o presidente do partido.

Há pelo menos três nomes no páreo para a disputa para substituir Rui Falcão: Lula, Jaques Wagner e Lindbergh Farias. No entanto, apenas o nome de Lula é apontado como aquele capaz de unificar a legenda, mas é também o mais delicado pela avaliação de que pode trazer para o centro da legenda a Operação Lava Jato e todo seu desgaste.

LEIA TAMBÉM:

- Após Lava Jato e impeachment, PT sofre derrota expressiva nas capitais e desidratação nacional

- PSDB sai fortalecido do 1º turno das eleições municipais e já mira campanha presidencial de 2018

Também no HuffPost Brasil

Close
Protestos contra posse de Lula e governo Dilma
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção