Huffpost Brazil
Rafael Nardini Headshot

Legalize já: Guerra às drogas prende um americano a cada 25 segundos, aponta Human Rights Watch

Publicado: Atualizado:
Imprimir

weed

"A cada 25 segundos alguém é encaminhado para o sistema de justiça criminal acusado simplesmente pela posse de drogas para uso pessoal". Este é o resultado da chamada guerra às drogas, desencadeada pelo presidente Richard Nixon, para a população dos Estados Unidos.

A fala aí de cima é de Tess Borden, da Human Rights Watch (HRW) e da American Civil Liberties Union (ACLU). Os números são verdadeiramente assustadores, mas não menos preocupantes que os reflexos na sociedade como um todo. "Estas prisões em larga escala destruíram inúmeras vidas e não ajudam em nada as pessoas que lutam contra a dependência", aponta Tess no relatório divulgado nesta semana.

O estudo lançado em parceria entre a HRH e a ACLU fez as contas e é muita gente presa simplesmente por ter um baseado ou um pino de cocaína. São cerca de 1,25 milhão de prisões todos os anos - sendo a posse de drogas a responsável por um de cada nove prisões feitas nos EUA. A situação fica ainda mais pesada ao saber que quase metade das detenções são de pessoas que levavam maconha, droga que passa por um processo de legalização e abertura no país. O Colorado que o diga.

Mal desnecessário

O longo estudo “Every 25 Seconds: The Human Toll of Criminalizing Drug Use in the United States” ("A cada 25 segundos: O custo humano de criminalizar o consumo de droga nos Estados Unidos", em tradução livre) - são 196 páginas - classifica os esforços na prisão de usuários como uma "maldade injustificável" para pessoas e suas comunidades.

"As consequências a longo prazo são separar famílias, excluir as pessoas de oportunidades de emprego, assistência social, habitação pública e das eleições [presos não votam na maioria dos estados americanos] e expô-los à discriminação e ao estigma por toda a vida", aponta o relatório.

'Criminalizar é uma enorme perda tempo'. Descriminalizar é a solução, aponta HRW

weed

Se o processo de maconha passou por intensos momentos de desconfiança - e ainda passam -, o que dizer da solução apontada pelas organizações? "O Congresso e as câmaras estaduais deveriam descriminalizar o uso pessoal e posse de todas as drogas". Simples e direto. Para os elaboradores do estudo, o governo federal e os governos estaduais "devem investir recursos em programas para diminuir os riscos associados ao uso de drogas e fornecer e apoiar opções de tratamento voluntário para pessoas que lutam com a dependência de drogas".

A ideia central é de que enquanto a legalização total das drogas não chega - se é que chegará -, o pode público minimize as dolorosas consequências das leis atuais.

"A criminalização do uso de drogas pessoal é um colossal desperdício de vidas e recursos", aponta Tess Borden. "Se os governos querem uma abordagem sobre o consumo problemático das drogas, eles precisam acabar com a porta giratória atual de detenções por porte de drogas, e se concentrar em estratégias de saúde eficazes em seu lugar."

Racismo institucional

O relatório aponta mais uma distorção incompreensível do Sistema Judiciário: o chamado racismo institucional. Se adultos negros e brancos possuem taxas semelhantes como usuários de drogas, o mesmo não se pode dizer das prisões. O estudo mostra que adultos negros têm duas vezes e meia mais chances de serem presos. No caso da maconha, a discrepância é ainda maior: as chances de um usuário negro acabar na prisão é quatro vezes maior.

Acontece que em Manhattan, por exemplo, o coração financeiro de New York, a probabilidade de negros acabaram presos por posse de drogas é 11 vezes maior. Em estados interioranos, como Vermont (de Bernie Sanders, o pré-candidato socialista à presidência), Montana e Iowa, as chances de um negro acabar atrás das negros é seis vezes maior.

LEIA TAMBÉM:

- Promessa é dívida: Obama relaxa pena de 102 condenados por tráfico de drogas

- Nos EUA, impostos da maconha vão para combate ao bullying nas escolas

- 6 documentários na Netflix para entender o tráfico e a guerra às drogas

- Partido Democrata: é hora de legalizar a maconha de vez nos EUA

Também no HuffPost Brasil

Close
As 6 drogas mais viciantes do mundo e o que elas fazem com você
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção