Huffpost Brazil

Após críticas da esposa, presidente da Nigéria diz que o lugar dela é na cozinha

Publicado: Atualizado:
Imprimir

buhari merkel

O presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, respondeu com machismo às críticas políticas de sua esposa, Aisha Buhari. E isso foi diante da chanceler alemã, Angela Merkel.

Ao comentar uma entrevista da primeira-dama nigeriana, na qual ela dizia que poderia não apoiar seu marido nas próximas eleições se ele não reformasse o Governo, Buhari afirmou:

“Não sei exatamente a que partido minha mulher pertence. Na verdade, seu lugar é em minha cozinha, na minha sala e nos demais cômodos da minha casa.”

O comentário machista foi feito em uma entrevista coletiva. Buhari está em missão diplomática na Alemanha.

Merkel ficou em uma situação visivelmente delicada, segundo o El País. Até então, ela tinha elogiado os esforços da Nigéria na luta contra o terrorismo internacional e expressado interesse no aumento da cooperação bilateral.

Primeiramente, a chanceler não esboçou reação. Depois deu um sorriso mostrando certo desagrado, enquanto o presidente prosseguia com seu discurso sobre o papel que, em sua opinião, cabe à primeira-dama.

Buhari venceu a eleição de 2015 com a promessa de acabar com a corrupção na Nigéria. O militar foi ditador do país na década de 80. Sua esposa, Aisha, não é uma estranha a assuntos políticos, ressaltou a NPR.

A Nigéria possui a maior economia da África e está em recessão pela primeira vez em 25 anos, de acordo com a Reuters.

LEIA MAIS:

- Eles não são vítimas: Grupo tenta desconstruir machismo dos agressores de mulheres

- Escola sem machismo: ONU já tem programa de aulas para discutir gênero no ensino médio

- Menino vira 'lavador de louça' oficial de casa após dizer à mãe que isso é coisa de mulher

Também no HuffPost Brasil

Close
#PorTodasElas: Elas dizem NÃO ao machismo
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção